Prong – X-No Absolutes

Por: (Arte Metal)

O Prong é uma banda que foi fundada em 1986. Force Fed, primeiro trabalho deles, saiu ainda no final da década de oitenta, mais precisamente em 1988. A banda sempre soou à frente de seu tempo e, apesar da orientação pendendo pro Thrash Metal, sempre teve seu leque aberto.

Tais fatos sempre trouxeram uma resistência perante a banda liderada por Tommy Victor (vocal/guitarra, Danzing), já que os fãs de Thrash Metal são bem conservadores. Fato é que o Prong é uma banda legal pra caramba e que nunca se importou com isso. Prolífico, o atual trio chega ao seu quarto lançamento (contando um álbum ao vivo) em três anos.

Se já não se importavam em seguir o caminho reto no início de carreira, agora então o grupo se importa menos ainda. X–No Absolutes é um disco que em certos momentos chega a ser inrotulável, e só se aproxima do Thrash devido ao que banda fez no passado e alguns elementos mais enfatizados.

Encontramos aqui Thrash, Hardcore, Groove e até composições com certas acentuações ao Pop Punk, mas nada exagerado. Há paradas mais complexas, com quebradas bruscas e constantes, riffs potentes, assim como algo mais direto e melodias que colocaria a banda em uma rádio Rock. Tudo isso também serve para os sentimentos que o disco passa, que vão desde furiosos a mais emotivos.

O que mais impressiona é que tudo isso acaba soando homogêneo e o Prong consegue ser característico. Claro, que quem é resistente à banda irá se tornar mais ainda, mas quem sempre os admirou irá gostar ainda mais. Por fim, X-No Absolutes é um disco atual de uma banda das antigas que sabe como soar interessante.

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Ultimate Authority
  2. Sense of Ease
  3. Without Words
  4. Cut and Dry
  5. No Absolutes
  6. Do Nothing
  7. Belief System
  8. Soul Sickness
  9. In Spite of Hindrances
  10. Ice Runs Through My Veins
  11. Worth Pursuing
  12. With Dignity
  13. Universal Law

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Comentários

Você pode gostar...