Em outubro, um dos maiores ícones do rock mundial, a banda britânica King Crimson se apresentará pela primeira vez em São Paulo. O show, que faz parte da turnê em comemoração aos 50 anos de carreira, acontecerá no dia 04 de outubro no Espaço das Américas.

Os ingressos para a apresentação começam a ser vendidos nesta segunda-feira, 29 de abril, a partir das 13h, pelo site http://www.ingressorapido.com.br e nas bilheterias do Espaço das Américas.

Pioneira no rock progressivo – seu álbum de estreia “In the Court of the Crimson King” é considerado o primeiro álbum de rock progressivo – a banda passou por várias formações e algumas pausas na carreira.

Formada em Londres no ano de 1968, King Crimson influenciou grupos de rock progressivo dos anos 70, além de inúmeros artistas contemporâneos. Ao longo de sua história vinte e dois músicos participaram de suas diversas formações e o guitarrista Robert Fripp, único membro original, é considerado o líder e força motriz da banda. Desde de outubro de 2017 a banda é formada por Robert Fripp, Jakko Jakszyk, Tony Levin, Mel Collins, Pat Mastelotto, Gavin Harrison, Jeremy Stacey e Bill Rieflin.

Em 50 anos de carreira, o King Crimson conquistou um grande séquito de fãs e em votação dos 100 maiores artistas de hard rock realizada pelo canal VH1 ficou em octoségimo sétimo lugar. Embora considerada uma banda de rock progressivo seminal – gênero caracterizado por seções instrumentais longas e estruturas musicais complexas – muitas vezes se distanciaram do gênero. E, além de influenciar várias gerações de bandas de rock progressivo e psicodélicas, também influenciaram músicos de metal alternativo, hardcore e músicos experimentais.

Formado a partir do trio psicodélico Giles, Giles e Fripp, o King Crimson é considerado o criador do rock progressivo e colaborou fortemente para mudanças na música de bandas contemporâneas como Yes e Genesis. Com elementos de jazz, música clássica e experimental, o álbum de estreia – “In the Court of the Crimson King” (1969) – é considerado o trabalho de maior sucesso e influência produzido pela banda. Uma apresentação abrindo para os Rolling Stones no Hyde Park, em Londres, em 1969, levou o sucesso da banda a um outro patamar. Após o sucesso dos álbuns “In the Wake of Poseidon” (1970), “Lizard” (1970) e “Islands” (1971), e a fim de desenvolver sua própria improvisação, a banda reformulou a parte instrumental substituindo o violino pelo saxofone e percurssão, alcançando um novo pico criativo com “Larks’ Tongues in Aspic” (1973), “Starless and Bible Black” (1974) e “Red” (1974). Em 1974 Robert Fripp dissolveu o grupo.

Em 1981, o King Crimson retornou com uma nova direção musical e instrumentação. A formação do grupo misturou músicos americanos e britânicos, além de duas guitarras e influências do gamelan, do pós-punk e do minimalismo nova-iorquino. Isso durou três anos e resultou no trio de álbuns “Discipline” (1981), “Beat” (1982) e “Three of a Perfect Pair” (1984). Após um hiato de uma década, Robert Fripp retorna com o grupo em 1994 no formato de sexteto expandido, “Double Trio”, misturando suas abordagens de meados dos anos 1970 e 1980 com as opções criativas disponíveis graças a tecnologia MIDI. O resultado foi mais um ciclo de três anos de atividades que incluiu o lançamento de Thrak, em 1995. Em 2000, a banda volta a se reunir, mas dessa vez como um quarteto mais voltado para os metais ou “Double Duo” e lança “The Construkction of Light” (2000) e “The Power to Believe” (2003). Após novas mudanças, a banda passa a ser um quinteto com duas baterias e em 2008 realizam turnê em comemoração os 40 anos de carreira.

Após mais um hiato entre 2009 e 2012, o King Crimson retorna em 2013, primeiro como um septeto e, posteriormente, como um octeto com uma incomum linha de frente com três baterias. Pela primeira vez, desde de 1971, a formação conta com saxofone e flauta. A formação atual segue em turnê lançando álbuns ao vivo e reinterpretando músicas de todas as fases de seus 50 anos de carreira.

King Crimson em São Paulo
Local: Espaço das Américas
Endereço: Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – SP
Data: 04 de outubro de 2019 (sexta-feira)
Portas: 19h30
King Crimson: 21h30
Classificação etária: 16 anos

Valores dos ingressos
Platinum – R$ 850,00 (inteira), R$ 425,00 (meia-entrada)
Azul Premium – R$ 800,00 (inteira), R$ 400,00 (meia-entrada)
Azul – R$ 750,00 (inteira), R$ 375,00 (meia-entrada)
A & B – R$ 700,00 (inteira), R$ 350,00 (meia-entrada)
C & D – R$ 650,00 (inteira), R$ 325,00 (meia-entrada)
E & F – R$ 550,00 (inteira), R$ 275,00 (meia-entrada)
G & H – R$ 500,00 (inteira), R$ 250,00 (meia-entrada)
I & J – R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia-entrada)
K & L – R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia-entrada)

Ingressos a venda a partir do dia 29/04/2019 às 13h
Ingressos parcelados em até 4X
Na internet: http://www.ingressorapido.com.br
Postos de venda: Confira o ponto de venda mais próximo https://www.ingressorapido.com.br/sales-point

Ponto de venda sem taxa de conveniência:
Bilheterias do Espaço das Américas
Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – SP
Horário de Funcionamento:
Segunda a Sábado das 13h às 19h, exceto Feriados.

Meia Entrada:
Confira a política de meia entrada em:
https://sac.ingressorapido.com.br/hc/pt-br/articles/115005959788-Veja-aqui-todas-as-informações-de-Meia-Entrada

Fonte: Mercury Concerts.