Accept – Carioca Club – São Paulo/SP

Uma verdadeira aula de Heavy Metal. Simples e direta, sem firulas ou enrolações. Foi isso o que o Accept proporcionou ao bom público que compareceu para a “matinê” realizada na última sexta-feira no Carioca Club, em São Paulo. O show, o quarto da banda na cidade num período de cinco anos, veio pouco menos de um ano após a sua última passagem pelo país, durante a edição 2015 do renomado festival Monsters of Rock.

Formado em Solingen, na Alemanha, em meados de 1976, o clássico grupo, um dos mais importantes e respeitados nomes do seu estilo, certamente tem muitas histórias pra contar. Afinal, já são quarenta anos desde a sua criação e quatorze álbuns de estúdio lançados até o momento, sendo o mais recente deles o ótimo Blind Rage, de 2014. Importante citar também que este álbum foi o terceiro lançado por eles desde a volta da banda em 2009, com a entrada do vocalista Mark Tornillo no lugar do grande Udo Dirkschneider.

IMG_5958
Accept

Assim como nas apresentações anteriores na cidade, os fãs compareceram em bom número para prestigiá-los, praticamente lotando a casa. E a banda, mais uma vez, não decepcionou. As 19h em ponto, sem nenhum minuto de atraso, o quinteto formado atualmente por Mark Tornillo (vocais), Wolf Hoffmann e Uwe Lulis (guitarras), Peter Baltes (baixo) e Christopher Williams (bateria) invadiu o palco do Carioca para a já sua mencionada e inspirada aula. E foram exatamente duas horas de música pra fã nenhum botar defeito.

Com um set-list muito bem elaborado, intercalando músicas de oito de seus álbuns, os alemães mostraram para os presentes toda a sua energia e o poder de fogo que possuem ao vivo. Desde o início, com a marcante Stampede, foi um verdadeiro desfile de hinos que fizeram a alegria dos fãs, desde os mais velhos até os que conheceram a banda mais recentemente. É até difícil destacar os pontos mais altos da noite, mas clássicos como London Leatherboys, Restless and Wild e Midnight Mover foram simplesmente de arrepiar, isso para citar apenas algumas das músicas tocadas na primeira metade do show.

Como sempre, a banda esteve muito afiada e sem deixar o ânimo da galera diminuir, em nenhum momento sequer. Mark, Wolf e Peter agitam o tempo todo, sem parar. É uma música atrás da outra, como tem que ser. Sem pausas para enrolações ou aqueles solos que acho sempre desnecessários. Trocam poucas palavras com o público e mal dá tempo para respirar entre um som e outro. É realmente incrível o fôlego que esses caras ainda tem e a energia que conseguem transmitir no palco. Dão de “lavada” em muitas bandas novas que existem por aí.

img_5996
Accept

Mas como tudo que é bom normalmente passa voando, logo veio a parte final do show, trazendo aquelas músicas que os fãs sempre fazem questão de ouvir novamente, e é claro que não poderiam faltar clássicos como Princess of the Dawn, Fast as a Shark, Metal Heart e o sempre poderoso “gran finale” com Balls to the Wall, música mais famosa da carreira da banda, encerrando da melhor forma possível esse ótimo show, que certamente deixou mais do que satisfeito quem teve a oportunidade de comparecer.

Agora o que resta é esperar pela próxima visita dos caras, que se for depender do público e da animação deles, não deve demorar muito para acontecer. E a gente agradece.

Setlist:

Stampede
Stalingrad
Hellfire
London Leatherboys
Living for Tonite
Restless and Wild
Midnight Mover
Dying Breed
Final Journey
Shadow Soldiers
Starlight
Bulletproof
No Shelter
Princess of the Dawn
Dark Side of My Heart
Pandemic
Fast as a Shark
Metal Heart
Teutonic Terror
Son of a Bitch
Balls to the Wall

A galeria de fotos desse show você confere aqui: http://www.portaldoinferno.com.br/fotos/accept-sao-paulo-08042016.html