Por: (Arte Metal)

Os belgas do AGATHOCLES talvez sejam a banda que mais lançou Splits pelo mundo. São incontáveis trabalhos, além de álbuns completos, EP’s, ao vivo, compilações e outros formatos. Quiçá, centenas deles. Agora é a vez de mais uma banda brasileira dividir as honras com um dos principais nomes do Grindcore mundial.

O DxLxM, do Rio Grande do Sul, antes deste trabalho apenas lançou o EP, “Fúria Infinita” em 2015. O trio é formado por Eduardo Santos (baixo/vocal), Xane Surkamp (bateria) e Evandro Zé (guitarra). No entanto, “Chaotic Existence” é o segundo registro dos gaúchos.

As honras de abrir o trabalho ficam por conta dos belgas, que em quatorze sons mandam tudo aquilo que sabem fazer bem: Grindcore. Nuances de Gore e até Noise se fazem presentes, mas banda mantém aquela essência que surge cadenciada e vira barulho na maior velocidade, ou muda de ritmos entre as ‘canções’, explorando a variação brutal em minutos. Tudo bem podre e sujo.

Com uma produção um pouco mais abaixo, o DxLxM é mais diversificado. Ouvindo suas composições, nota-se Crossover, Crust e também Grindcore, porém em doses muito mais modestas. A banda aposta em letras em português, e a excentricidade se faz presente nos temas, um pouco ácidos.

A parceria rolou tão bem que há uma música em conjunto entre as duas bandas. Trata-se de Festival do Absurdo, forte e intensa, a composição fecha o Split com chave-de-ouro. “Chaotic Existence” resume bem o que é underground e é um petardo que agradará os habitantes das profundezas do cenário.

Resultado de imagem para Agathocles / DxLxM – “Chaotic Existence”

Nota: 8,5

Links sobre as bandas

DxLxM

Agathocles

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.