Por: (Arte Metal)

Desde 2004 o guitarrista alemão AXEL RUDI PELL lança algo no mercado de ano em ano ininterruptamente. Claro que nem sempre são trabalhos inéditos, mas isso não tira o mérito de prolifico do músico, que lança mais um trabalho em solo nacional, agora o disco inédito “Knights Call”.

Impressiona como o músico dificilmente muda o seu direcionamento ou arrisca algo novo e consegue acertar o alvo. “Claro, ele não arrisca”, mas é aí que está. Quando é assim, as coisas podem soar repetitivas e/ou cansativas. Porém não, aqui as coisas saem agradáveis e de muito bom gosto.

O primeiro quesito para que isso se concretize é o fato de RUDI PELL ser um guitarrista muito original. Primeiro que ele não tenta ser um ‘guitar hero’ mostrando técnica exacerbada, segundo porque cria riffs sensacionais e não os deixa em segundo plano para priorizar os solos. Solos, aliás, que são um primor.

Outros fatores são as linhas de voz de JOHNNY GIOELI, que pode ser considerado o vocalista clássico de AXEL RUDI PELL e sabe exatamente o que o músico quer. Seu timbre também é bem característico e hoje é parte fundamental nas composições. Isso sem contar a cozinha maravilhosa do disco, formada por Volker Krawczak (baixo) e o sensacional BOBBY RONDINELLI (bateria, ex-WARLOCK, RIOT, QUIET RIOT, entre outros).

Tudo isso com o tempero das linhas/camas de teclados de Ferdy Doernberg (ROUGH SILK, ROLAND GRAPOW, etc), que se tornaram essenciais na sonoridade da banda e enriquecem demais o trabalho. O disco traz como característica particular, uma tirada de pé e faixas com levadas mais cadenciadas, o que praticamente não o prejudica em nada.

Axel Rudi Pell - Knights Call

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. The Medieval Overture
  2. The Wild and the Young
  3. Wildest Dreams
  4. Long Live Rock
  5. The Crusaders of Doom
  6. Truth and Lies
  7. Beyond the Light
  8. Slaves on the Run
  9. Follow the Sun
  10. Tower of Babylon

Links sobre a banda: 

Site

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.