Por: (Arte Metal)

Depois de lançarem um EP de estreia de alto gabarito, chamado Dois Contra o Mundo (2013) e o single ‘especial’ da faixa que dá nome à banda no ano seguinte, o duo Alex Campos (vocal/guitarra) e Bernardo Martins (bateria) retornam com este O Último Expresso também no formato de ‘extended play”.

Fato é que a dupla conseguiu manter a essência de sua música e somou mais densidade, além de novos elementos às composições. O Rock do Basttardos é ‘inrotulável’ e, mesmo mesclando vários elementos, a banda consegue manter uma característica própria.

Neste trabalho, pro exemplo, temos passagens que vão desde o Rock alternativo, passando pelo Souther Rock, Hard e Metal. E, dentre os elementos encontramos desde arranjos de sintetizadores mais harmônicos até uma pegada industrial e moderna, que faz com que a sonoridade aqui imposta soe atual.

Cantando em português, as letras abordam diversos temas, desde fictícios do faroeste, passando por revoltas e casos pessoais, mostrando que a versatilidade do Basttardos não se resume ao instrumental. A produção a cargo do próprio Alex Campos é de qualidade e soa atual também.

São cinco faixas, todas de ótimo bom gosto e até distintas umas das outras, mas que carregam a impressão digital do grupo. A cada audição se descobre um novo elemento no EP, o que dificulta a escolha de destaques, mas sem dúvidas Basttardos e Licor de Cereja causam o impacto inicial, mas num ficam muito à frente das outras. Mais um bom disco dos cariocas.

12322429_1182255101802727_1540110549579444194_o

Nota: 8,0

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.