Por: (Arte Metal)

Não leitor, este é o nome da banda mesmo, não se trata de um disco pirata. O fato é que o Bootlegs é uma banda pioneira da longínqua Islândia, formada em 1986, mas que sofreu vários hiatos e por isso este Ekki fyrir viðkvæma é o seu terceiro disco de inéditas após 25 anos.

Investindo no Thrash Metal, hoje a banda soa mais densa em relação aos trabalhos anteriores que possuíam algo mais na linha Crossover. A vertente ainda permanece na sonoridade do grupo, mas se alia ao Speed Metal e o andamento é mais variado, tornando o Bootlegs mais versátil.

Há velocidade, riffs certeiros, cozinha com pegada e além de tudo um certo bom humor no clima das composições. Quando aposta em faixas mais cadenciadas como Kjörkassasvín e Haleluja a banda soa bem interessante, com riffs excelentes e um peso extra.

Mas, em composições tradicionais como Fullur a Facebook, Bootlegs fyrir börnin, Tribute to Thrash e Poser é que a banda bota tudo no chão. Vale destacar que o Bootlegs opta por cantar em sua língua pátria na maioria das músicas. Não inova e nem arrisca muito, mas faz a lição de casa.

530127

Nota: 8,0

Tracklist:

01. Gervigleði er ógleði
02. Fullur á Facebook
03. KúkurPissOgÆl
04. Bootlegs fyrir börnin
05. Tribute to Thrash
06. Eitur naðra
07. Gjallarhorn
08. Fórnarlamb tískunnar
09. Kjörkassasvín
10. Poser
11. Haleluja
12. SOD III
13. Ó Reykjavík

Links sobre a banda:

Facebook / Bandcamp

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.