Por: (Arte Metal)

O CANCER, apesar de não ter alcançado o sucesso de conterrâneos como BENEDICTION e CARCASS, é um dos pilares do Death Metal britânico, que além das bandas citadas, pode ter o BOLT THROWER incluído nesse hall. O grupo de Telford, Inglaterra, teve diversos hiatos, talvez o que atrapalhou um pouco na sua engrenagem.

“Shadow Gripped”, por exemplo, é lançado após 13 anos de seu antecessor, “Spirit in Flames” (2005). Mas o mais importante, é que a banda chega ao seu sexto trabalho com sua formação original (John Walker no vocal e guitarra, Ian Buchanan no baixo e Carl Stokes na bateria) e tinindo.

Este novo disco emana Death Metal em sua melhor essência, como absolutamente ninguém da nova geração sabe fazer hoje em dia. É só ouvir a massa sonora criada pelos riffs de guitarras de Walker, que inclui solos esporádicos quando preciso, o baixo direto de Buchanan, além da bateria com viradas insanas de Stokes.

O resultado disso tudo são faixas brutais e que, de quebra, possui fortes refrãos, como Down the Steps, Garrotte, Ballcutter, que formam uma trinca inicial matadora, Half Man Half Beast, que traz uma levada mais trabalhada e quebrada, além da intensa Thou Shalt Kill.

O Death Metal da banda é ‘old school’, mas devemos exaltar a produção atual e orgânica, a cargo de Simon Efemer e da própria banda. Isto prova que um material para soar nos moldes enraizados não precisa soar tosco. Uma verdadeira ode ao Death Metal, que emana peso até no próprio nome.

Cancer - Shadow Gripped

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Down the Steps
  2. Garrotte
  3. Ballcutter
  4. Organ Snatcher
  5. The Infocidal
  6. Half Man Half Beast
  7. Crimes So Vile
  8. Thou Shalt Kill
  9. Shadow Gripped
  10. Disposer

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.