Por: (Arte Metal)

Pode parecer clichê, mas impressiona como um álbum de despedida pode ser tão bom (talvez o melhor da discografia do CHROME DIVISION) e terminar uma carreira de certa forma curta em alta. Sim, “One Last Ride” encerra o ciclo (tomara que por enquanto) deste que seria um projeto, mas que deu muito certo como banda.

A energia que emana no álbum é de debut, não de iniciantes, mas de um grupo que há tempos tinha lenha pra queimar e precisava registrar isso. Composições dinâmicas, empolgantes e pegajosas, talvez até as mais melódicas da banda, mas sem nenhum exagero.

Nem é necessário mencionar o trabalho de guitarras de SHAGRATH (DIMMU BORGIR) e Mr. Damage, que metalizam o Rock and Roll pesado e safado destilando pela banda, dando a base para o disco. Vale destacar, que ambos registraram o baixo no trabalho, que deixa tudo ainda mais denso.

O retorno de Eddie Guz, que gravou os dois primeiros álbuns, caiu como uma luva! Como canta esse cara! Ouça a trinca inicial com So Fragile, Walk Away in Shame (com participação da cantora Missselia, que também canta na faixa This One Is Wild) e Back in Town para ver como já é suficiente para amar esse álbum.

Porém, há muito mais coisas a se destacar, como os bumbos duplos de Tony White em The Call, a festiva I’m on Fire Tonight com riffs Metais ‘country’, a faixa título, e a versão em espanhol para a já citada I’m On Fire Tonight, que virou Esta noche va a quemar. Que seja somente um até logo.

Chrome Division - One Last Ride

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Return from the Wastelands
  2. So Fragile
  3. Walk Away in Shame
  4. Back in Town
  5. You Are Dead to Me
  6. The Call
  7. I’m on Fire Tonight
  8. Staying Until the End
  9. This One Is Wild
  10. One Last Ride
  11. We Drink
  12. Towards the Unknown
  13. Esta noche va a quemar

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.