Por: (Arte Metal)

O DEATH CHAOS lançou um dos melhores EP´s de 2016 com “Prologue in Death & Chaos”, o que sem dúvidas colocou pressão na banda para soltar algo de qualidade em seu debut. Porém, o quinteto de Curitiba/PR não se fez de rogado e conseguiu manter sua chama acesa, além acrescentar novos elementos.

Seu primeiro disco traz o característico Death Metal apresentado pela banda, com melodias mais equilibradas, uma dose extra de agressividade e peso na medida certa. Tudo soando equilibrado, com uma banda que mostra uma evolução natural e coesão surpreendentes.

Uma das fortes características apresentadas pela banda no seu EP de estreia era a melodia imposta. O DEATH CHAOS aqui continua injetando ela em suas composições, mais preferiu diminuir a dose, o que deu mais brutalidade às suas composições, desde os riffs intensos de guitarras, baixo marcante e uma bateria bem imposta.

Um leve ‘groove’, com solos de guitarra intensos e linhas vocais urradas dão um tempero a mais ao seu Death Metal, que soa característicos, porém atendendo os requisitos do estilo. Fato é que o DEATH CHAOS conseguiu em sua estreia superar as expectativas. Estamos bem servidos, como sempre, no Metal extremo.

Death Chaos - Bring Them to Die

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Bring Them to Die
  2. Brutal Death Desire
  3. Facing Innocence Rot
  4. Death Chaos
  5. Hammerdown
  6. Memories of the Insane
  7. Forsaken
  8. Night of Intense Hankering
  9. Malignant Transition
  10. Gushing Blood

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.