Por: (Arte Metal)

O Death Chaos é uma banda curitibana formada em 2014 que chega ao seu primeiro registro impondo respeito. Afinal, apesar de novo na cena, o grupo passa longe de mostrar inexperiência e já solta este Prologue in Death & Chaos que se não fosse a quantidade de músicas poderia ser facilmente um álbum completo.

Além do profissionalismo e cuidados, que vão desde a arte gráfica, passando pela ótima produção sonora a cargo da própria banda e realizada no D.O.D. Studio, em Curitiba/PR, o grupo consegue apostar no Death Metal, mas soar diferenciado dentro do estilo que, sejamos honestos, não é o mais aberto a inovações.

Não, a banda não inventa algo se utilizando de um ingrediente do Metal da morte, mas o traz para um lado mais variado e versátil. Primeiro temos melodia em boas doses, mas antes que o leitor se confunda, não se trata de linhas melódicas alegres e dinâmicas como ficou conhecido o Melodic Death Metal. São passagens ainda sombrias, que não soam retas e nem velozes o tempo todo.

Por falar em ritmos, a banda os alterna bastante aqui e em todas as cinco composições, o que faz com que suas longas músicas (média de seis minutos) não soem cansativas, pelo contrário, têm o tempo despercebido, tamanha a qualidade. Porém, a cadência em alguns momentos se faz mais interessante e ao mesmo tempo torna as músicas mais acessíveis (na medida do possível, claro).

Destaque também para os timbres muito bem escolhidos das guitarras, afinal, os riffs e solos se destacam, sendo que aliados à versátil cozinha formam um instrumental soberbo e de muito bom gosto. O vocalista Denir “Deathdealer” impõe com personalidade seus urros que se encaixam com perfeição. Sem sobrepor uma faixa sobre a outra, Prologue in Death & Chaos é um dos melhore EP´s deste ano.

Resultado de imagem para death chaos prologue in death & chaos resenha

Nota: 9,0

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.