Por: (Arte Metal)

Dois anos após o debut “Grimoire” (2018), os chilenos do HELLISH chegam ao seu segundo disco, no caso este “The Spectre of Lonely Souls”. Porém, é bom destacar que, em oito anos de carreira, a banda conta uma dezena de trabalhos contando demos, singles, álbum ao vivo, EP e uma coletânea.

O quarteto aposta num Thrash Metal visceral, estilo que é muito apreciado lá no Chile, e adota uma linha extremamente agressiva, chegando a aderir elementos também do Black Metal. Isso logo nos remete aos nomes europeus do Thrash, que sempre primaram pelo lado ‘from hell’ da coisa.

Riffs extremamente velozes parecem anunciar o fim do mundo, que são acompanhados por uma cozinha direta e que dita o ritmo rápido, dando pouca variação às composições, deixando pouco tempo para respirar. Os vocais rasgados vociferam temas como satanismo, rituais e crenças antigas. É bom também destacar os solos intensos e precisos.

Com uma produção orgânica de qualidade, faixas como Scream Comes from Inside, The Curse Upon Us, Souls of Desolation (essa sim com uma variação rítmica maior) e The Walker of Shadows se destacam num tracklist que conta com outras quatro composições. Um disco simples, mas muito bacana.

Hellish - The Spectre of Lonely Souls

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Rising
  2. The Night
  3. Scream Comes from Inside
  4. The Curse Upon Us
  5. Souls of Desolation
  6. Only Death
  7. The Walker of Shadows
  8. Sacrifice
  9. Bloody Tales

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.