Por: (Arte Metal)

O Southern Metal e a cultura sulista norte-americana têm vários seguidores aqui no Brasil e fruto disso são as boas bandas que surgem no cenário. Apesar de não investir por completo no estilo, os sul-mato-grossenses do Hellmotz carregam forte influência do gênero, o que se enfatiza na temática.

A banda alia a isso pegadas Thrash Metal e de Rock Clássico, gerando um estilo particular muito agressivo e enérgico. Com um trabalho instrumental de qualidade, aliando peso e variação rítmica, o quarteto consegue empolgar desde a primeira audição. Vale destacar que o som da banda soa, de certa forma, despojado, mas sem perder a seriedade.

Ousada, a banda trabalhou um tema conceitual já no seu debut e a história é muito interessante e fala do lenhador Michael Phillips que não mede forças pra passar por cima dos outros (assassinando as pessoas) em busca de poder. A história tem desde moto clube até bares, o que se encaixa perfeitamente com a proposta sonora do Hellmotz.

Com os guturais esganiçados de Hélio Canto, o disco tem como suas principais faixas Mike Phillips que abre bem a parada toda, a ‘thrasher’ Full Throtle e Chainsaw Battlefield como grandes destaques. Ainda há uma versão Southern Metal para Balada do Pistoleiro (Zumbis do Espaço) que casou perfeitamente com a proposta (inclusive lírica) do disco. Boa estreia!

3

Nota: 8,0

Tracklist:

01. Mike Phillips (The Formidable Bastard)
02. Wielding the Axe
03. Defiance
04. Booze Girls
05. Southern Rulez
06. Pentakill
07. Full Throttle…To Hell on a H
08. Chainsaw Battlefield
09. Green Visitors
10. South Born

Links sobre a banda: 

Site Oficial / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.