Por: (Arte Metal)

O grupo goiano HERETIC, para quem não conhece, é uma banda que investe na música instrumental. O som se caracteriza por ter o foco voltado ao Progressive Metal com influências da música oriunda do Oriente Médio. “The Pessimist” é o terceiro disco do trio e que mostra um grande passo em relação aos anteriores.

A banda aqui traz um amadurecimento nítido em vários quesitos. Desde a produção, que é muito boa (a cargo deles próprios, isto é, de Guilherme Aguiar que na época tocava, compunha e fazia tudo), passando pela estrutura das composições e execução das músicas. Tudo muito bem feito e com o sentimento transmitido de forma sólida, mexendo com o ouvinte.

O peso contagiante das guitarras se alia a um baixo técnico e que soa fundamental para as músicas. Tudo com belos arranjos oriundos da música do oriente médio, com um trabalho de percussão e instrumentos típicos primorosos, mas que nunca se excedem ao Metal, que é o propósito aqui.

Destaque para faixas como a título, e seu peso e dinamismo enérgico, “Ras Divine Light” que mostra mais enfático o lado da música árabe e soa psicodélica de certa forma, além de “Dead Language“, pesada e densa. O mais legal é que a cada audição novos elementos são descobertos.

Ainda há dois interessantíssimos bônus, que na verdade são dois covers: “Genesis do GHOST e “Caravans to Ur” do MELECHESH. Também há belíssimas passagens que trazem leves influências do Jazz e Soul, mas que só o ouvinte mais atento perceberá. Se for pra fazer música instrumental, que faça como o HERETIC.

Heretic

Nota: 8,0

 

Tracklist:

  1. Nameless Magick
  2. Arak
  3. Sitar Bomb!
  4. The Pessimist
  5. Act V
  6. Interlude
  7. Ouzakia
  8. Ras Divine Light
  9. Dead Language
  10. Genesis (Ghost cover)
  11. Caravans to Ur (Melechesh cover)

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.