Por: (Arte Metal)

Primeiro disco destes mineiros do INSANNICA, que após lançarem o EP “No Way Back” e o split “Chaos and Madness” ao lado banda conterrânea KYMERA, ambos em 2013, chega ao seu debut esbanjando vigor e pegada.

Curiosamente, “Cryonics” é bem resumido já na faixa de abertura (após a introdução Dimmed Eyes) In Desperate Times. Afinal, a música traz toda a proposta da banda, que é fundir seu Thrash Metal em todas as facetas do estilo, incluindo pegadas de New Metal. A música possui um ‘groove’ intenso, soa quebrada e em outro momentos descamba para o Thrash puro e simples.

O disco caminha nesta mescla na maioria das partes, porém a banda soa versátil em alguns momentos e adota também passagens mais modernas que são acompanhadas por ótimas linhas de vocais limpos e com melodias futurísticas e obscuras. Tudo soando bem coeso, sem se perder.

As guitarras demonstram peso, com riffs brutos e agressivos, sendo que a cozinha comanda o andamento variado aliando ainda mais no peso e ‘groove’. Tudo tendo vocais que transitam entre o gutural, ‘drives’ e limpos. “Cryonics”, além da ótima produção, é um trabalho que soa mais interessante a cada audição.

Insannica - Cryonics

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Intro: Dimmed Eyes
  2. In Desperate Times
  3. The Change (Comes from Within)
  4. Lack of Sanity
  5. Cryonics
  6. Interlude: Supernatural Schizophrenia
  7. Demons in My Head
  8. The God of Hatred
  9. Absence of Attitude
  10. Soulstream
  11. Outro: Blackened Eyes

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.