Por: (Arte Metal)

Jäilbäit é uma derivação da palavra de língua inglesa Jailbait que significa “chave de cadeia” em tradução livre. Suspeitando desde o princípio em relação ao nome, não pude ter a mesma intuição em relação à sonoridade dessa banda alagoana, o que torna ainda mais surpreendente este primeiro trabalho.

Trata-se de uma mescla interessante entre o Metal e o Rock and Roll criada (mesmo que sem querer) pelo gigante Motörhead e, atualmente, tendo como um dos principais representantes o Chrome Division. Claro que a banda brasileira possui suas características próprias.

Dentre essa identidade, a versatilidade no andamento das composições e a sonoridade visceral são as principais características. Assim como a banda do saudoso Lemmy, além das bases de guitarra, temos um baixo que também destila linhas sólidas e distoricdas, além de uma bateria seca e direta.

É de se admirar como a banda consegue transitar do Speed Metal ao Blues Rock sem perder sua essência, basta ouvir faixas como Do You Wanna Be a Rockstar e Bäit Blues para confirmar tal fato. Ainda podem-se destacar as faixas We Are Jäilbäit, Born To Win e Lone Wolf, porém o disco sugere que todas sejam ouvidas.

A produção de Edu Silva no Fat Sound soa de acordo com a proposta da banda, captando toda a essência dos instrumentos com nitidez e deixando os vocais ‘roucos’ de Zenitilde Neto um pouco à frente. Se você se diverte com um som descompromissado, mas bem feito, o Jäilbäit é a pedida certa.

jailbait

Nota: 8,0

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.