Por: (Arte Metal)

Fazer uma mescla entre o erudito, Power Metal, Thrash Metal e sinfônico dar certo, merece respeito, ainda mais nos dias atuais em que arriscar o dueto entre vocais limpos femininos e guturais masculinos pode soar maçante. Pois é, o MEGAIRA mete a cara nisso e consegue um ótimo resultado.

Este seu debut na verdade surpreende, pois a banda paulistana formada em 2009 chega com esse lançamento já pelo renomado selo Shinigami Records, fazendo jus a tal merecimento, pois apresenta um disco empolgante.

As qualidades iniciais de “Power, Lies and Death” ficam por conta de sua energia e bom gosto nas estruturas das músicas. Isso chama atenção na primeira audição, gerando um impacto positivo, além de mostrar um grupo cheio de personalidade e músicas empolgantes.

Outro quesito que se intensifica em cada audição é o peso e agressividade do trabalho, que é cheio de riffs potentes e levadas velozes, que dão ainda mais energia ao disco. Tudo com melodia na dose certa, advindas de arranjos muito bem encaixados e um bom equilíbrio.

Destaque para faixas como Power, Lies and Cruelty, Dedalus and Icarus Scape e Corona Borealis, além de Erinyes. A produção do disco, que soa bem orgânica para o estilo e os tempos atuais, enfatizou o peso e também merece menção. Grata surpresa, ao menos pra quem resenhou este trabalho.

Megaira - Power, Lies and Death

Nota: 8,5

Trackist:

  1. Rising of the King (Intro)
  2. Power, Lies and Cruelty
  3. Ariadne’s Thread
  4. The Fall of Minotaur
  5. Dedalus and Icarus Scape
  6. Corona Borealis
  7. End of a Reign
  8. Erinyes

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.