Por: (Arte Metal)

O PRECEPTOR surgiu em 2004, mas somente agora lança seu debut, após soltar uma demo em 2007, um EP em 2010 e um single em 2014. O grupo atualmente conta com membros e ex-membros de nomes como NECROBIOTIC, EXPURGO, AKERBELTZ, entre outros.

O Death Metal cantado em português traz uma sonoridade interessantíssima, com variação rítmica na medida certa e um trabalho instrumental potente. A começar pelos riffs ultra-pesados de guitarras, que soam como se fossem uma verdadeira parede sonora, contando ainda com um baixo que enfatiza essa massa, além de uma bateria que dita o ritmo com precisão e pegada certeira.

Vocais guturais de certa forma inteligíveis trazem letras na língua pátria. A temática gira em torno do caos, patologias sociais, críticas religiosas e até mesmo ode à música extrema. Tudo praticamente soando perfeito tendo como trilha uma sonoridade mórbida e brutal.

A alternância entre ritmos velozes com levadas semi-cadenciadas se mostram o grande trunfo da banda, que arrisca uni-los em algumas mesmas composições. Tudo objetivo e bem claro, além de uma produção de qualidade e bem equilibrada. Difícil mesmo é destacar uma ou outra faixa, já que “Dogmatismo” é um álbum bom de ser ouvido por inteiro.

Preceptor - Dogmatismo

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. A Peste
  2. Corporações Criminosas
  3. Maldição
  4. Universo de Máscaras
  5. Preceptor
  6. 2810
  7. Poseidon
  8. Dogmatismo
  9. Alienação Corrupção
  10. Desespero
  11. Depression Field

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.