Por: (Arte Metal)

Para a felicidade de muitos, a Hellion Records trouxe para o mercado nacional este trabalho que prova que o Queensrÿche vive uma de suas melhores fases pós-momento de glória da banda (essa história todo mundo já sabe).

Afinal, quando a banda se livrou de Geoff Tate e reformulou seu line-up com o álbum auto-intitulado de 2013, conseguiu botar os pés no chão e apresentar composições de qualidade novamente. Tal fato não acontecia de fato desde The Promised Land (1994), isto é, quase há 20 anos.

Michael Wilton (guitarra), Eddie Jackson (baixo) e Scott Rockenfield (bacteria) – integrantes da formação clássica da banda – resgataram a essência do grupo e ainda conseguiram se aliar a ótimos músicos como Parker Lundgren (guitarra) e o vocalista Todd La Torre.

O resultado é mantido em Condition Hüman, onde a banda acentua o peso de seu antecessor, mantendo as linhas Heavy/Hard/Prog do grupo. Porém, ao mesmo tempo em que soa mais denso, o novo trabalho traz uma linha mais acessível e de fácil assimilação, talvez pelo fato de contar com bons refrãos praticamente em todas as composições.

Guitarras bem timbradas engrandecem as músicas, que contam com linhas clássicas de baixo, soando sofisticadas e que se aliam a uma bateria versátil, o que gera um instrumental equilibrado e de muito bom gosto. Porém, Todd La Torre rouba a cena com sua interpretação rica, esbanjando a mescla entre técnica e feeling, mostrando que foi a escolha certa.

Arrow of Time, Guardian, Toxic Remedy, a balada Bulletproof e a faixa título são os grandes destaques. Mas, há também as boas letras que abordam o ser humano em si de forma bem inteligente e uma belíssima capa que representa bem o contexto do disco. É, o Queensrÿche tinha alguém atrapalhando.

Queensrÿche - Condition Hüman

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Arrow of Time
  2. Guardian
  3. Hellfire
  4. Toxic Remedy
  5. Selfish Lives
  6. Eye9
  7. Bulletproof
  8. Hourglass
  9. Just Us
  10. All There Was
  11. The Aftermath
  12. Condition Hüman

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.