Por: (Arte Metal)

A banda pernambucana RUÍNA surgiu em 2017 e com a vontade dos caras de trabalhar, a torcida que fica é que o gás não acabe. Afinal, mesmo com pouco tempo de estrada, a banda angariou experiências nos palcos ao lado de nomes como RATOS DE PORÃO, DESALMADO, SURRA, FACADA e O INIMIGO, além de soltar agora este seu primeiro EP.

Sua sonoridade se baseia na podridão do Crust, na agressividade do Hardcore e possui um lado sombrio afogado no Sludge. As composições presentes no trabalho trazem toda essa sujeira com riffs velozes, cozinha reta sem muita firula e vocais vomitados, tudo se encaixando da melhor forma possível.

O título do EP refere-se ao processo de degradação e ato do homem ou animal nutrir-se da própria carne. A temática do disco traz conceitos da sobrevivência e sentido da vida em um mundo onde nada é solucionado e tudo é exposto de forma degradante. Ou seja, a temática tem a trilha sonora exata.

A produção do trabalho pode ser melhor lapidada, mesmo o estilo sendo mais desleixado nesses quesitos. Está longe de ser ruim, mas oscila e pode melhorar. Destaque para faixas como Entre Espinhos, Sete Palmos e Verdade. No mais, banda pronta pra chutar traseiros.

Resultado de imagem para Ruína – Autofagia

Nota: 8,0

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.