Por: (Arte Metal)

Como já dito por esse que vos escreve, o Heavy Metal, a sonoridade em si, não proporciona mais muitos campos a serem explorados. Dificilmente algo novo será encontrado em bandas que se propõem a investir no Metal tradicional, então o negócio é fazer algo bem feito.

Um bom exemplo disso são estes italianos do Sleazer, que apostam neste tipo de sonoridade, e se saem muito bem, mesmo longe de serem originais. Neste debut, a banda consegue agradar seguindo a cartilha do Metal tradicional e ainda adotar elementos do Speed Metal.

O mais interessante é que as composições aqui presentes, mesmo nos remetendo aos anos 80, conseguem soar atemporais e nunca datadas. Talvez tal fato se dê pela banda investir em uma produção atual (não as artificiais) e dar uma roupagem nova ao estilo, o que cai e muito bem à proposta.

Então, as potentes palhetadas e cavalgadas das guitarras soam carregadas, com ótimos timbres, enquanto a cozinha enfatiza o peso e ajuda a variar um pouco o ritmo. O baixista e vocalista Andrea Vecchiotti manda bem, possui um bom timbre, além de interpretar com gana e equilíbrio.

Os fortes refrãos são outro ponto forte que ganha ainda mais pontos positivos para o disco. Heroes of Disgrace, Legion of the Damned, Faded Dream, Sleazer e a empolgante Fall Again são os grandes destaques. Um disco que dá prazer ao ouvir e serve como uma ode ao Heavy Metal.

Sleazer - Fall into Disgrace

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. A Falling Overture
  2. Heroes of Disgrace
  3. Straight on Your Way
  4. Legion of the Damned
  5. Faded Dream
  6. King of Nothing
  7. Sabbath Lord
  8. Sleazer
  9. Fall Again
  10. Deserter

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.