Por: (Arte Metal)

O Death Metal talvez seja um dos estilos que menos se mesclou com outros e tomou rumos diferentes com sua evolução. Porém, evoluiu e criou-se diversas facetas dentro do próprio subgênero, o que o fez ser cultuado por fãs fiéis e bandas que sempre mantiveram sua proposta.

O TEMPESTILENCE, banda de Campinas/SP, pode ser um grande exemplo disso. Finalmente lançando seu debut após 15 anos de estrada, a banda dá uma aula de abrangência no estilo, mas com foco principalmente no ‘old school’.

Nomes como MONSTROSITY e MALEVOLENT CREATION vem à mente, assim como os ingleses BENEDICTION e BOLT THROWER, já que a banda mescla muita brutalidade, momentos mais velozes, com quebradas intensas e partes cadenciadas que nos faz lembrar esses ícones. Mas isso só como referência, já que possuem uma identidade forte.

Dinâmico, o TEMPESTILENCE mostra um trabalho de guitarras típicos, com riffs agressivos e funestos, além de solos esporádicos, a cargo de Fabio Lupus, que também vocifera com um gutural maléfico temas anti religião, morte e com certo teor misantrópico. Tudo acompanhado por uma cozinha consistente, mérito de Chicão no baixo e Herbert Prado na bateria, que explora muito bem os dois bumbos e acertou nos timbres orgânicos da gravação.

Em menos de meia hora a banda consegue explorar diversos ritmos do Death Metal onde composições como Dead Impaler Savior, Morbid Suffocation, Maligna e a sensacional faixa título com seu ritmo semi-cadenciado (uma ode a BENEDICTION) são os grandes destaques. Por mais Death Metal assim!

Tempestilence - Renaissance in Putrescence

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Introduction to Blasphemy
  2. Dead Impaled Savior
  3. Spiritual Rape
  4. Morbid Suffocation
  5. Maligna
  6. Grinding Hearts
  7. Renaissance in Putrescence
  8. Ice Land

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.