Por: (Arte Metal)

Interessante saber que a THE GARD um dia foi uma banda tributo ao LED ZEPPELIN, mas que sempre apostou em suas músicas próprias mesmo nos palcos interpretando a banda de JIMMY PAGE. O mais legal ainda, é que essas músicas carregam diversas influências e não só a da banda britânica.

É só ouvir “Madhouse” e sentir isso. Afinal, apesar de a banda iniciar o disco com Immigrant Song rearranjada para suas características, temos um trabalho que soa Classic Rock e até Metal (em poucos momentos), porém que traz influência até do Jazz e anos 60.

Com um instrumental visceral, técnico e vigoroso, a banda consegue trazer o Rock clássico com pitadas de psicodelismo aos tempos atuais, fazendo com que seu som não seja moderno, nem tanto datado. É só ouvir as pedradas Madhouse e Back To Rock. Ainda há referencias dos anos 50 e 60 em Music Box, que aumenta o leque de influências da banda.

Com uma ótima produção e bons timbres, o THE GARD ainda nos brinda com a ótima The Gard Song, que leva o ouvinte numa viagem de mais de 10 minutos, esbanjando criatividade e bom gosto nos arranjos sem soar maçante e mantendo a energia do disco. Um trabalho interessantíssimo! Vale a pena conferir inteiro.

Resultado de imagem para the gard madhouse

Nota: 8,5

Links sobre a banda:

Site

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.