Por: (Arte Metal)

Finalmente os gregos do The Silent Rage finalizaram seu primeiro full-length depois de muito trabalho o gravando. O grupo que já demonstrava qualidade nos lançamentos prévios anteriores, principalmente no EP Harvester of Souls (2011), trabalhou com cuidado e o resultado final é muito bom.

Optando pelo Power Metal, a banda praticamente segue a cartilha do estilo. Isto é, velocidade nos riffs, baixo correto e bateria explorando os bumbos duplos. O diferencial é que o The Silent Rage não opta pela velocidade desenfreada e o vocalista Steve Venardo possui um timbre nada agudo, sendo um pouco mais rouco, lembrando Piet Sielck (Iron Savior).

Apesar da melodia bem encaixada, a banda não exagera na dose e os solos aparecem tímidos, sem soarem demasiadamente técnicos ou muito açucarados. O peso inserido é outro ponto positivo, ficando a única ressalva pela estrutura parecida das composições que variam pouco, principalmente no andamento.

Gravado no Devasoundz Studios (SepticFlesh, Chaostar, Rotting Christ), The Deadliest Scourge tem uma ótima produção, sendo que a banda contou com a ajuda de Fotis Benardo (SiXforNinE, ex-SepticFlesh) e Thanos Jan (Inactive Messiah) na gravação, mixagem e masterização.

Destaque para as faixas Stormwarrior, Proselytize the Masses e A Piece of Eden que resumem bem a sonoridade do grupo. Vale destacar que o debut contou com a participação de grandes nomes do Metal mundial como Apollo Papathanasio (Spiritual Beggars, ex-Firewind), Yossi Sassi (Solo, ex-Orphaned Land), Vladimir Reshetnikov (Arkona) e Theophilos Kritikos (Feel).

559890

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Signal of War
  2. My Race Won’t Last
  3. The Deadliest Scourge
  4. Stormwarrior
  5. Between Harmony & Sorrow
  6. Sin of a Pilgrim
  7. Leading the Legions
  8. Proselytize the Masses
  9. The Right to Dream
  10. Thoughts Collapse
  11. A Piece of Eden
  12.  Shadow Spirit

Links sobre a banda:

Facebook / Bandcamp

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.