Por: (Arte Metal)

“Power Infusion” é o segundo disco dos alemães do TRANCE que já honravam a fama do país germânico dentro do Heavy Metal. Porém, a banda formada a época por Lothar Antoni (guitarra/vocal), Jürgen Baum (bateria), Thomas Klein (baixo) e Markus Berger (guitarra) – estes dois últimos até hoje em atividade com o Trance – abrangia muito mais que isso.

Empolgante do começo ao fim, “Power Infusion” é um disco que traz influência direta da New Wave of British Heavy Metal (NWOBHM) em seu instrumental, uma leve agressividade do Metal alemão, além de um lado acessível digno do Hard Rock europeu.

Riffs e solos com guitarras dobradas trazem o ‘approach’ necessário às composições, tendo uma cozinha consistente com linhas de baixo instigantes e uma bateria que dita o ritmo de forma frenética. Tudo com vocais esganiçados, típicos do Metal da época, destilando letras sobre Metal e fantasias.

Impressiona a capacidade de cativar o ouvinte já desde o início, mostrar-se a frente de seu tempo e ainda variar em melodias intensas, sem perder o foco. Basta ouvir faixas como Heavy Metal Queen, um autêntico Heavy Metal, Rockstar, que mantém a pegada com ritmo cavalgado, Shock Power e a Hard ‘n’ Heavy Burn Your Lies para confirmar tais quesitos.

Por fim, um disco que nos faz pensar como o TRANCE não alçou voos ao menos mais intensos com sua sonoridade empolgante e de ótimo gosto. No mais, uma oportunidade de resgatar o som da banda, que, como dito no início da resenha, honra com dignidade a fama do Metal alemão.

Trance - Power Infusion

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Heavy Metal Queen
  2. Rockstar
  3. Children Of Illusion
  4. Glasshouse
  5. S L D (Dedicated to MCE)
  6. Shock Power
  7. Burn Your Lies
  8. Sensation
  9. Storm & Thunder

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.