Por: (Arte Metal)

A Hellion Records relançou um vasto catálogo de álbuns do TROUBLE, e claro que este maravilhoso debut não poderia ficar de fora, afinal “Psalm 9” é considerado por muitos a real consolidação do Doom Metal, criado na década de setenta pelo BLACK SABBATH.

Curioso, que com a orientação cristã dos norte-americanos até no nome do trabalho (que significa Salmo 9), a banda já demonstrava ousadia desde seu início de carreira, não somente musicalmente.

O disco já tem início com a sensacional The Tempter, faixa poderosa, que possui um riff monstruoso e solos do mesmo calibre, já elevando o status do disco e mostrando que o Doom Metal não é só feito de soturnidade e lentidão, mostrando um dinamismo incrível e energia ímpar.

A faixa seguinte, Victim of The Insane não deixa por menos, e já ganha arranjos leves de teclados, bem discretos, com efeitos fúnebres. Essa toada se mantém no disco todo, onde faixas como The Fall of Lucifer (outra com riffs magistrais), a faixa título e a originalmente só lançada em CD, Tales of Brave Ulysses se destacam.

O trabalho rico de guitarras é um diferencial que sempre tomou conta da sonoridade da banda, e isso foi apresentado ao mundo exatamente neste álbum, que ainda conta com uma cozinha potente, capaz de canalizar exatamente o que o estilo pede. Isso sem contar a interpretação sensacional do vocalista Erick Wagner.

“Psalm 9” é um disco que pode causar estranheza de início, aliás, essa estranheza retorna sempre que se fica um bom tempo sem ouvi-lo, mas assim que os ouvidos ficam calibrados novamente, uma aula de Doom Metal é notada e fica difícil parar esse caminhão na descida. Essencial.

Resultado de imagem para trouble psalm 9

Nota: 9,0

Links sobre a banda: 

Site

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.