Por: (Arte Metal)

O UFRAT vem de Ivaiporâ, interior do Paraná, e este “Global Devastation” é o seu segundo disco. A banda investe no Thrash Metal, mas vive flertando com o Death Metal e executa sua sonoridade de uma forma simples, porém cativante e precisa.

“Global Devastation” é um disco que prima por uma dinâmica interessante, mostrando que a banda procura variar, mas de forma mais surpreendente e veloz, se utilizando de viradas interessantes. Tudo de uma forma mais seca e direta, sem exacerbação ou exagero de técnica.

Mas, não pense que a banda faz isso por falta de talento. O UFRAT prefere fazer música a dar aula, e destila riffs potentes, além de solos bem encaixados, esporádicos, porém necessários, além de uma cozinha com um baixo que só poderia ser mais bem captado e uma bateria com pegada e boa execução no bumbo duplo.

São doze composições de qualidade em um tracklist bem equilibrado. Mas dá pra mencionar The Smell of Death, Bastard Blood, a faixa título e Death Row como grandes destaques. A produção a cargo da própria banda, com mixagem e masterização de Alex soa acima da média e pode ficar ainda melhor.

Lembra do flerte com o Death Metal mencionado no primeiro parágrafo? Pois é, ainda há um bônus com uma excelente versão de Nightfear do BENEDICTION. Com certeza “Global Devastation” é um disco de qualidade e supera com facilidade seu antecessor, que aliás, é um bom disco também.

Ufrat - Global Devastation

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Intro
  2. The Smell of Death
  3. Unceasing Torment
  4. Annihilator of Minds
  5. Bastard Blood
  6. Confronting Death
  7. Global Devastation
  8. Death Row
  9. Peter Killer
  10. Cruel Faith
  11. Social Chaos
  12. Voluntary Slavery
  13. Nightfear

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.