Por: (Arte Metal)

O Vader sem sombras de dúvidas, junto ao Behemoth, é o maior expoente do Metal polonês, e faz por merecer estar entre os maiores nomes do Death Metal mundial na atualidade. Mesmo advinda da década de 80, o grupo foi solidificando a sua carreira aos poucos, sendo hoje um grande nome.

Desde seu primeiro disco, a banda nunca abrandou seu som e sempre trouxe elementos do Thrash Metal na sua sonoridade. Devagar e sem forçar, o líder Peter (vocal/guitarra) encontrou suas características e hoje a música feita pelo quarteto já atingiu aquela identidade que assim que se põe pra tocar vem a imagem da banda à mente.

The Empire mantém essa chama acesa, apesar de não inovar em muita coisa. É claro que a execução beirando à perfeição e a produção que atende aos padrões atuais são os diferenciais, mas nota-se que a banda resolveu não se arriscar e seguiu a própria cartilha com sucesso.

Riffs consistentes e mais riffs são despejados como se não houvesse amanhã, tudo com precisão e técnica que não se restringem somente às guitarras, pois a potente cozinha trabalha bem e faz seu papel com maestria. Tudo tendo ritmos variados, o que dá mais qualidade ao trabalho.

É difícil destacar uma faixa ou outra, até porque The Empire soa bem homogêneo (não no sentido pejorativo) e é um disco equilibrado. A versão nacional ainda traz de bônus o EP Iron Times, que também foi lançado em 2016. Trata-se de Vader sendo Vader.

Vader - The Empire

Nota: 8,0

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.