Por: (Arte Metal)

Para quem ainda não conhece, o Verfault é uma ‘one-man-band’ encabeçada pelo multi-instrumentista Leandro Cefali, que criou o estilo Philosophic Metal e já lançou o trabalho Abrupt Worlds (2015) e mostrou ousadia e experimentalismo em sua sonoridade.

The Horizon é o segundo trabalho do Verfault e mantém a proposta anterior, mostrando uma melhor lapidação e a inclusão de novos elementos. O experimentalismo aqui talvez se faça ainda mais presente, porém mais diversificado e com menos variações nos ritmos, pois a impressão é que o novo disco é mais direto.

Para o ouvinte se situar, a maior referência é o Death e o Black Metal, mas as composições transitam também pelo Avantgard e Ambient Music, às vezes soando propositalmente até desconexa. Neste novo trabalho algo mais obscuro com influências de Dark Metal também se faz presente.

O ouvinte que aprecia mais o Metal extremo pode se deleitar, afinal há guitarras de sobras, com boas bases e solos inesperados que soam junto com os vocais agonizantes em muitas partes. E, apesar dessa veia mais obscura, o clima aqui não é triste nem melancólico, está mais para o reflexivo.

Claro que o Verfault não destila algo de fácil digestão, mas o ouvinte mais paciente e insistente desfrutará de algo interessante após algumas audições. Afinal, é um trabalho que se descobre com o tempo e a cada apreciação surge algo novo. A única ressalva continua para a produção que pode ser mais bem cuidada, ainda mais em se tratando dessa proposta. Mas, é algo que não deixa The Horizon abaixo da média.

Nota: 7,5

Links sobre a banda:

Facebook / Soundcloud

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.