No Brasil, a data 12 de outubro é especial, pois, se comemora o Dia das Crianças. Os pequeninos ficam muito felizes, pois, recebem presentes e doces. É algo especial.

Já os adultos, em muitos casos, gostam de recordar seus tempos de infância. Na última década, virou moda, no mês de outubro, as pessoas colocarem fotos de quando eram crianças no perfil das redes sociais.

Imagem: divulgação

No heavy metal, claro, o assunto não fica de fora. É comum várias bandas usarem o período infantil como tema de música. Em alguns casos, não sendo algo positivo, falando sobre maus tratos e transtornos psicológicos.

Em outros momentos, usam a palavra criança como uma metáfora para algum pensamento.

Visando esta data, o Portal do Inferno separou 12 bandas que usam a palavra criança (children ou niño, dependendo do idioma) no nome de alguma canção.

Confira:

1-Children of the grave- Black Sabbath

Os pais do heavy metal gravaram a clássica Children of the grave, que basicamente é um recado para que as pessoas construam um mundo melhor para as futuras gerações. Que tenham mais paz e amor e menos ódio e guerra. A canção do terceiro álbum, Master of Reality (1971), prega que a geração de hoje deve deixar um mundo melhor ou ela cavará um túmulo para os seus descendentes.

2-Children of the damned- Iron Maiden

A segunda música do terceiro álbum do Iron Maiden (o primeiro com o Bruce Dickinson), é inspirada em dois filmes britânico dos anos 60: um que leva o mesmo nome da música e o outro que se chama Village of the damned. Ambos os casos, tratam de crianças com poderes psíquicos e são tidas como demoníacas.

3- Child of the night- Angel Witch

Uma banda ‘lado B’ da NWOBHM, o Angel Witch, também lançou uma música com a temática criança. Child of the night está no segundo álbum, Screamin’ n’ Bleedin’ (1985) e fala sobre uma criança, aparentemente inofensiva, que grita precisando de ajuda, uma pessoa escuta, vai acudir e quando a criatura vira o rosto, é algo ruim e a ajudante vira vítima da situação. E não tem a quem socorrer.

4-Dead Babies-Alice Cooper

Lançada em 1971, no álbum Killer, Dead Babies, é uma canção com uma letra muito pesada, que fala sobre o descaso dos pais em relação a um recém-nascido. A música trata de uma menina chamada Betty,que sem a vigilância de seus genitores, tomou um comprimido que lhe fez mal e consequentemente perdeu a vida.

A canção aborda o fato de pais trabalharem muito e não dedicarem tempo aos seus filhos. Também critica os pais que preferem curtir a vida, sair a noite e negligenciam os cuidados de um bebê.

 

5-Like father, like son- Exodus

Indo ao thrash metal, o Exodus, em seu lendário Fabuluos Disaster (1989), lançou a música Like  father, like son, que aborda de forma muito pesada a violência doméstica. Os estadunidenses falam sobre os filhos que apanham de seus pais em casa e o quanto isso é torturante , parecendo não ter fim, além de aflorar a sensação de impotência.

Os anos passam, a criança cresce, tem um filho e repete o mesmo ato. Isso mostra que a violência pode ser algo geracional se nada for feito. O ódio vai passando de pai para filho  e os danos psicológicos permanecem.

6-Alison in Hell- Annihilator

O nome do álbum Alice in Hell (1989), é um trocadilho com Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland) e essa temática segue por todo o disco.

Já a música, aborda um fato verídico ocorrido no Canadá, onde uma menina dizia ter vários pesadelos, ver espíritos e os pais ignoravam, pois, acreditavam que era apenas uma fase. Entretanto, Alison, teve problemas mentais e precisou ser internada.

7-We Taught the children-Pink Cream 69

Nos primórdios do Pink Cream 69, quando ainda o vocalista era o Andi Deris, a banda lançou a música We taught the children, no segundo disco de estúdio, intitulado ‘One  Size Fits All’ (1991).

Esta canção aborda o amadurecimento das pessoas, que quando crianças são puras e inocentes e aos poucos vão adquirindo malícia e em muitos casos, vendo as ações dos adultos, que são sempre a referência.

8-Born in ’58-Bruce Dickinson

Nesta música, Bruce Dickinson relata a sua infância. Em seu primeiro trabalho solo, o vocalista relembra na canção que leva o ano de seu nascimento, como era o seu lar e como era a sociedade inglesa.

Os pais de Bruce eram muito jovens quando ele nasceu. Logo, não foi uma gravidez planejada. Isso fez com que ele vivesse primeiramente com os seus avós. Seu avô trabalhava na mina e nessa música, Bruce, relata isso e o quão batalhava dia e noite para sustentar a casa e ganhar a vida.

Foi através de seu avô, que ele aprendeu os conceitos morais de certo e errado e o quão dura a vida pode ser.

A canção ainda relata o quão a liberdade e justiça que são princípios básicos do ser humano, não são tão bem executados na prática, pois, temos sempre que trabalhar para ter dinheiro e comprar bens. Exceção, claro, ao Rei.

9-Child of sin- Dr. Sin

Uma das grandes bandas de hard ‘n’ heavy do Brasil, o Dr. Sin, em seu segundo álbum, Brutal, lançou a Child of Sin. Na oitava faixa do disco lançado em 1995, o trio paulistano, fala sobre uma criança que nasceu em um submundo, cheio de más companhias e que tenta levar uma vida normal, mas o passado sempre o condena.

Aqui há, inconsciente ou não, o fato de que as marcas do passado são difíceis de cicratizar e que em muitos casos também é difícil sair de um círculo vicioso e buscar um caminho digno. Problemas psicológicos e crimes do passado fazem com que um futuro digno seja um empecilho.

10-Tierra Santa-Hijos Del Odio

Logo em seu primeiro álbum, Medieval (1997), os espanhóis do Tierra Santa lançam a música Hijos Del Odio, que vai na mesma linha que a Child of Sin do Dr.Sin, citada nessa matéria. A quinta faixa do disco fala sobre crianças de rua que sofrem com o frio, a fome e sem apoio, acabam indo para o mundo do crime.

Nessa música, os europeus ainda criticam a religião que absolve os que cometem crimes com essas crianças, caso eles sejam convertidos e passem a rezar por um Deus.

11-Bless the Child- Nightwish

A música de abertura do álbum Century Child (2002), também possui um clima sombrio. A letra é sobre uma pessoa que morreu e procura reencontrar o ‘seu eu’ quando criança e abençoa-lo, fazendo com que tenha um destino melhor. Que não tenha uma vida sofrida e amarga e que procure um destino mais afortunado e feliz.

No meio da letra, ainda há a indagação se mudar os rumos do passado, farão com que o indivíduo tenha uma melhor sorte no futuro.

12-Children of Bodom- Children of Bodom

Terminamos o especial com os finlandeses que carregam o nome Children (criança/filho) na banda.

Bodom é um lago na Finlândia e ficou famoso em 1960, onde 4 adolescentes (2 meninas de 15 e 2 rapazes de 18) foram acampar e 3 deles acordaram mortos. O único sobrevivente foi encontrado gravemente ferido e não dava grandes pistas de quem teria cometido o crime.

Esta história comove até hoje o país nórdico, principalmente, pelo fato da polícia não ter encontrado um assassino e nem desvendado os motivos dos homicídios.

O grupo finlandês que existiu entre 1993/2019 explorou em muitos momentos este episódio. Há inclusive uma música com o nome: Children of Bodom.

 

Leonardo Cantarelli

Headbanger, jornalista formado, autor de 2 livros e mesatenista!

Deixe um comentário