Por: (Arte Metal)

Parece que foi ontem que os austríacos do Edenbridge lançaram Sunrise in Eden (2000), mas lá se vão 17 anos e quase vinte de carreira. Da formação original restou a vocalista Sabine Edelsbacher e Lanvall (guitarra/teclado), mas a carreira se solidificou, mesmo eles merecendo mais atenção.

O Edenbridge ficou no segundo escalão de uma cena que teve Nightwish, Epica e After Forever como medalhões, porém seu talento não fica distante destes nomes. A prova disso é sua discografia consistente, que chega ao nono trabalho neste The Great Momentum.

É claro que a banda possui suas próprias características e isso fica mais evidente no novo álbum. O grupo também sempre primou por destilar riffs densos de guitarras e arranjos sinfônicos que seguem uma linha mais operística, cheios de grandiosidades e momentos explosivos.

Sabine é uma vocalista atípica que não apela para a técnica exacerbada e procura interpretações mais emotivas. Aliás, o trabalho vocal de The Great Momentum é primoroso, mostrando belos coros e músicas com refrãos potentes. Um grande exemplo é a faixa The Visitor, que além de tudo possui um riff imponente e solo memorável.

Além da faixa mencionada, Shiantara que abre o disco com louvor, a música de trabalho The Moment Is Now e a surpreendente A Turnaround in Art são os destaques. A produção do próprio Lanvall se encaixa perfeitamente à proposta da banda e The Great Momentum com certeza é um disco que mantém o status do Edenbridge e atenderá as expectativas dos fãs.

Edenbridge – The Great Momentum

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Shiantara
  2. The Die Is Not Cast
  3. The Moment Is Now
  4. Until the End of Time
  5. The Visitor
  6. Return to Grace
  7. Only a Whiff of Life
  8. A Turnaround in Art
  9. The Greatest Gift of All

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.