Por: (Arte Metal)

O Ex Deo, para quem não conhece, é um projeto de Maurizio Iacono, vocalista do Kataklysm. Ele tem ao seu lado seus colegas de Kataklysm J-F Dagenais e Stéphane Barbe (guitarras), Olivier Beaudoin (bateria), além de Dano Apekian (baixo, Ashes To Ashes).

Este é o terceiro disco da banda que investe em um Death Metal mesclado com sinfônico, estilo que vem se tornando bem forte e representado por nomes como Fleshgod Apocalypse e Equilibrium, entre outros. Claro que o Ex Deo tem suas particularidades e características.

Por se tratar de uma banda norte-americana (sim amigo, Canadá é na América do Norte), o grupo tem uma levada mais dinâmica que resulta automaticamente em uma agressividade muito bem vinda ao estilo. Isso se reflete em guitarras pesadas, riffs potentes e uma cozinha consistente e segura.

Além disso, Iacono é um tremendo vocalista e aposta em um vocal mais inteligível aqui, afinal a banda segue um conceito que é o de contar passagens da história dos romanos. No novo disco abordam Hannibal, que travou uma guerra estrondosa com o império e marcou época como um dos principais inimigos deles.

Com orquestração do holandês Clemens Wijers (Carach Angren), o disco possui grandes arranjos que condizem com o tema e enriquecem o lado ‘belo’ do trabalho. The Rise of Hannibal, Crossing of the Alps, The Spoils of War e The Roman são faixas fenomenais. Um disco e tanto para um ‘projeto’!

Ex Deo

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. The Rise of Hannibal
  2. Hispania (The Siege of Saguntum)
  3. Crossing of the Alps
  4. Suavetaurilia (Intermezzo)
  5. Cato Major: Carthago Delenda Est!
  6. Ad Victoriam (The Battle of Zama)
  7. The Spoils of War
  8. The Roman

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.