Por: (Arte Metal)

Este duo croata, formado por Ivan e Slobodan Stupar, chutou a porta entrando no cenário quando lançaram o ótimo Misanthrope, debut da dupla lançado em 2015. Nele a brutalidade do Death Metal se dissolveu a um ritmo Punk insano, porém mostrando técnica.

I Become Death segue a linha de seu antecessor, porém a banda entra em dois extremos aqui e mostra mais uma vez como opostos podem caminhar juntos. Afinal, neste novo trabalho, o duo soa mais direto e simples, mas ao mesmo tempo mostra mais precisão e técnica.

Músicas diretas e objetivas são executadas de forma agressiva, com guitarras de afinação baixa e bateria reta, que inclui viradas velozes e insanas. As linhas vocais seguem um gutural quase que monocórdio, mas que se encaixam perfeitamente à proposta da banda.

A produção é um pouco suja, portanto cai como uma luva à sonoridade imposta e leva mais pontos positivos ao trabalho. Destaque para faixas como I Become Death, Jebem Vas U Usta Ladna e In The Name of God. Vale lembrar que a banda canta em inglês e na sua língua pátria, o que não faz muita diferença em meio a tanta podridão. Barulho do bom!

Hereza - I Become Death

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. I Become Death
  2. Jebem vas u usta ladna
  3. Homo homini lupus est
  4. Uništi, pali, ruši
  5. In the Name of God
  6. Full Moon Slaughter
  7. Neplodna jama
  8. Torn from the Death’s Bed
  9. Pošast 03:13
  10. Tombcrawler

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.