Por: (Arte Metal)

Foram 10 anos de espera pelo debut, sendo que a banda campineira Lethal Storm havia lançado apenas a demo Lethal Storm We Are em 2012, trabalho este que já mostrava o poderio do grupo. Mas, como muitos no underground, o grupo passou pelos perrengues comuns na cena, além de várias trocas de formação.

A espera valeu à pena e toda dificuldade foi transformada em música que, é claro, expões a experiência que a banda adquiriu com o tempo. Tempo, aliás, que a banda não perdeu, pois se manteve conectada na cena e absorveu o que tem de melhor, fazendo um som extremo, brutal e atual.

A mescla entre o Thrash e o Death Metal é o foco principal, sendo que o Lethal Storm consegue fazê-la com maestria. Destaque para o trabalho intenso das guitarras, com riffs a esmo, técnicos e agressivos, além da bateria precisa e violenta que eleva a agressividade das composições, tendo um baixo que acompanha com coesão.

As linhas vocais de Douglas são o grande destaque com versatilidade de timbres que vão do gutural ao rasgado com naturalidade, sendo que há passagens ditadas que dão um toque de modernidade à sonoridade. A produção é a cereja do bolo e soa acima da média, sem exageros tecnológicos e com os instrumentos bem equilibrados.

Manipulated Mind, Where’s the Respect, Psychopath e Mass Anihilation são os destaques. Vale mencionar a faixa Corruptos, onde a banda canta em português e mostra que seu poderio se mantém também na língua pátria. Sem dúvidas um dos melhores lançamentos nacionais até então.

Lethal Storm – Manipulated Mind

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Manipulated Mind
  2. As Another Day Begins
  3. Where’s the Respect
  4. Psychopath
  5. Chemical Slave
  6. Mass Anihilation
  7. Disorder
  8. Violence
  9. Corruptos
  10. Blood Storm
  11. Words of Mankind

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.