Por: (Arte Metal)

A banda paulistana MAKINÁRIA ROCK retorna com seu quarto álbum de estúdio exaltando suas principais características, tanto musicalmente, quanto liricamente. Isto é, trazendo seu Rockão totalmente ‘metalizado’, o grupo segue sua estrada mesclando letras de protesto e ode ao Rock and Roll.

Optando por cantar em português, mesmo mantendo um peso considerável, sua música soa, de certa forma, acessível e pode tanto rolar numa festa regada a muita cerveja, como também num momento de extravasar e botar pra fora toda a fúria que esse ‘Brasilzação’ nos gera.

Gravado no Conspiração Records com produção de Lau Andrade e da banda, “Mundo Imundo” traz a melhor qualidade sonora que a banda atingiu até então. E isso se reflete nos ótimos timbres das guitarras, que apresentam um trabalho irrepreensível, tantos nas bases quanto nos solos, que se mostram bem elaborados e criativos.

A cozinha consistente mostra os ritmos variados da banda e auxiliando no peso de forma correta e sem muitas invencionices. Tudo tendo os vocais de Carlos Digger à frente que reclama, conclama, homenageia e agita com suas letras, além de uma leve influência ‘anselmoniana’ (PANTERA).

As letras em português possuem rimas simples e conteúdo direto, sempre ácidas, são a cereja do bolo com destaque para Lemmy Immortal, que foge um pouco do contexto e presta uma homenagem mais que merecida ao maior nome em representatividade do Rock de todos os tempos. O Makinária acertou mais uma vez.

Resultado de imagem para makinaria rock mundo imundo

Nota: 8,5

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.