Por: (Arte Metal)

Lançado neste mesmo ano, a “Promo 2017”, nome dado à demo da banda Motherwood, surpreendeu e deixou os que a ouviram ansiosos pelo trabalho completo. Sem demorar muito, a dupla Guilherme Malosso (vocal, guitarra, bateria e baixo) e Yuri Camargo (sintetizadores, bateria e ambiência) soltaram o full após a aprovação da demo.

E, o que se esperava do trabalho superou as expectativas, já que a banda, além de mostrar o que propôs de início, vai além e se mostra ainda mais versátil. Aliás, as faixas Sadness e Coldness, que apresentaram o duo ao mundo, aqui estão inclusas, mostrando o Atmospheric / Black Metal imposto.

Mas, não espere apenas isso. “Motherwood” é um trabalho que traz mais, muito mais. Entre as novas composições apresentadas, o primeiro destaque fica por conta de Despair, que tem um início avassalador, pra depois cair em uma melancolia que arrepia até na hora de descrevê-la. Seus arranjos são estupendos e se alternam com uma brutalidade pouco vista em quem aposta nestas mesclas.

Solitude não foge muito à risca, mas se mostra mais objetiva, apesar de tão variada quão, assim como Trauma que traz um andamento mais direto, porém não repetitivo, sendo que Faithlessness é a que mais flerta com o Black Metal sinfônico, trazendo leves elementos do Post Black Metal. Aliás, o clima dado pelos sintetizadores ressalta essa influência da banda. A faixa instrumental que fecha o disco, Fear, é Ambient puro.

Produzido pelos próprios integrantes, o álbum traz a qualidade sonora que se encaixa perfeitamente com sua proposta, assim como a arte da capa que descreve bem o conteúdo do trabalho. Um debut sensacional, sem exageros, que, repito, serve pra tapar lacunas que grandes ícones do Black e do Dark Metal deixaram.

Motherwood - Motherwood

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Sadness
  2. Despair
  3. Solitude
  4. Coldness
  5. Trauma
  6. Faithlessness
  7. Fear

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.