Against Tolerance – Undefined

  • Post author:
  • Post published:19 de maio de 2012
Undefined é o primeiro álbum dos paulistas do Against Tolerance, lançado pela Laser Company em 2011. Formado em 2008 como um projeto, sua música busca experimentações e letras politizadas que questionam o estado atual da humanidade.
De cara, a arte da capa e do encarte, desenvolvidos pelo brasileiro Gustavo Sazes, já demonstram a preocupação pela qualidade do trabalho. A produção que ficou por conta de Andria Busic também contribui com isso, principalmente pelo fato de Andria ser um músico envolvido com vários estilos, assim, diferentes tipos de sons surgem durante a audição do disco, desde uma introdução jazz, logo na primeira faixa Against Tolerance, como introduções de violoncelos, passagens de piano e até uma outra introdução com uma bossa nova.
É dificil definir em um único gênero de metal o som da banda, no geral, seguindo entre o thrash e o death metal de bandas como Soilwork e In Flames, que pode ser percebido nas linhas vocais em faixas como Welcome to the Desert of Real e Try Again, Fail Again, Fail Better, essa última, inclusive, conta com sons de samplers que provavelmente farão muitos tradicionalistas torcerem o nariz antes mesmo de ouvir o restante da música. Há também breves passagens que podem remeter ao metalcore.
Dessa forma, todos os músicos da banda merecem destaque por irem de um estilo a outro demonstrando técnica bem apurada, não confundindo isso com exibicionismo no instrumento, como acontece em muitos casos quando há exagero. Essa versatilidade e conhecimento também pode ser visto nas letras, pois logo nos títulos há referências a literatura e ao cinema.
No final, essa amplitude de influências soa um pouco como uma faca de dois gumes. A ideia de buscar novos sons para trazer algo diferente a um gênero que às vezes soa saturado é louvável. Apesar disso, em alguns momentos, tantas influências e experimentações podem acabar confundindo o pouco e deixando o ouvinte levemente perdido sobre qual caminho a banda vai tomar na próxima faixa. Isso pode agradar pessoas que, como eu, apreciam a coragem de buscar e agregar novas influências, mas também pode fazer com que muitos aversos a modernidades se afastem. Como a proposta é ser experimental, o saldo final é positivo.

Undefined é o primeiro álbum dos paulistas do Against Tolerance, lançado pela Laser Company em 2011. Formado em 2008 como um projeto, sua música busca experimentações e letras politizadas que questionam o estado atual da humanidade.

De cara, a arte da capa e do encarte, desenvolvidos pelo brasileiro Gustavo Sazes, já demonstram a preocupação pela qualidade do trabalho. A produção que ficou por conta de Andria Busic também contribui com isso, principalmente pelo fato de Andria ser um músico envolvido com vários estilos, assim, diferentes tipos de sons surgem durante a audição do disco, desde uma introdução jazz, logo na primeira faixa Against Tolerance, como introduções de violoncelos, passagens de piano e até uma outra introdução com uma bossa nova.

É dificil definir em um único gênero de metal o som da banda, no geral, seguindo entre o thrash e o death metal de bandas como Soilwork e In Flames, que pode ser percebido nas linhas vocais em faixas como Welcome to the Desert of Real e Try Again, Fail Again, Fail Better, essa última, inclusive, conta com sons de samplers que provavelmente farão muitos tradicionalistas torcerem o nariz antes mesmo de ouvir o restante da música. Há também breves passagens que podem remeter ao metalcore.

Dessa forma, todos os músicos da banda merecem destaque por irem de um estilo a outro demonstrando técnica bem apurada, não confundindo isso com exibicionismo no instrumento, como acontece em muitos casos quando há exagero. Essa versatilidade e conhecimento também pode ser visto nas letras, pois logo nos títulos há referências a literatura e ao cinema.

No final, essa amplitude de influências soa um pouco como uma faca de dois gumes. A ideia de buscar novos sons para trazer algo diferente a um gênero que às vezes soa saturado é louvável. Apesar disso, em alguns momentos, tantas influências e experimentações podem acabar confundindo o pouco e deixando o ouvinte levemente perdido sobre qual caminho a banda vai tomar na próxima faixa. Isso pode agradar pessoas que, como eu, apreciam a coragem de buscar e agregar novas influências, mas também pode fazer com que muitos aversos a modernidades se afastem. Como a proposta é ser experimental, o saldo final é positivo.

Against Tolerance - Undefined

Undefined – Laser Company – 2011

Nota: 8

Tracklist:

01. Against Tolerance
02. Cold Hearts
03. The End of History
04. Welcome to the Desert of the Real
05. I Have Lost You
06. Zarathustra
07. Dias Irae
08. Interlude
09. Memory and Redemption
10. The Blasphemous Visions of Huckleberry Finn
11. Try Again, Fail Again, Fail Better
12. Prelude #1

Integrantes:

Decio Thomas – Guitarra/Vocais
Gabriel Astolfi – Bateria
Hugo Bispo – Baixo/Backing vocal
Stefano Manzano – Guitarra
Vitor Curi – Guitarra

** O texto representa a opinião do autor e não a opinião do Portal do Inferno Webzine ou de seus editores

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!

Deixe uma resposta