Por: (Arte Metal)

O underground norte-americano tem revelado ótimas bandas que trilham os caminhos do Rock clássico, do Stoner e do Doom Metal, isto é, aquelas que apostam em uma sonoridade mais ‘vintage’. O Curse The Son é uma dessas que investem em dois desses estilos, no caso o Stoner e o Doom Metal.

Isolator é o terceiro disco do grupo e traz as características que a banda moldou em seus antecessores, mas é claro com a evolução natural e elementos que correspondem aos dias atuais, como a produção de mais qualidade, sendo mais detalhada e até menos empoeirada.

A banda segue todos os clichês do gênero, com guitarras de afinação baixa, maior parte dos ritmos cadenciados e vocais na escola de Ozzy Osbourne (fase Black Sabbath), além de agregar boa dose de ‘psicodelismo’ à sua música. Fato é que fazem bem feito e não tentam ‘enfeitar’ nada.

Com um baixo de categoria (sim, isso são linhas de baixo imponentes) a banda nem sempre vive de distorção e traz momentos mais viajantes em meio à sujeira típica do estilo. No mais, um trabalho que irá agradar em cheio fãs de Black Sabbath, Candlemass, Cathedral e até Spiritual Beggars.

Curse the Son - Isolator

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Isolator
  2. Callous Unemotional Traits
  3. Sleepwalker Wakes
  4. Hull Crush Depth
  5. Gaslighter
  6. Aislamiento
  7. Side Effects May Include….

Links sobre a banda:

Facebook / Bandcamp

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.