Por: (Arte Metal)

Uma das mais conceituadas coletâneas feitas no Brasil, porém com abrangência mundial, a Imperative Music chega ao seu 11º volume e surpreende com a melhor média no quesito qualidade tanto de bandas como de produção.

Com produção de Gilson Rodrigues de Arruda e masterização a cargo de Gwen Kerjan no Slab Sound Studio (França), o cast traz uma variedade de bandas brasileiras, da Europa, Ásia e até da Austrália. Todas soando atuais e com raras falhas no quesito qualidade sonora e execução.

Entre as bandas do Brasil algumas dispensam apresentações. Caso de Semblant e seu Metal moderno de extrema qualidade e do A Sorrowful Dream com seu Gothic Metal pomposo. Ainda se destaca o Eyes of Gaia que investe no Power Metal e sabe muito bem executar o estilo.

Dentre as gringas temos Game Zero da Itália com um Hard/Heavy de primeira linha, os australianos do Fragmenta e seu Thrash atual além dos japoneses do Wild One e do Basilisk, sendo que os primeiros apostam num Prog/Power surpreendente e o segundo representa o pessoal ‘from hell’ com um Death/Black focado nas antigas.

Sem sombras de dúvidas há mais bandas com qualidade, praticamente todas, mas seria demagogia não mencionar as que estão mais do que acima da média. Fato é que a Imperative Music mantém o seu legado e para a felicidade da nação, o volume doze já está bem encaminhado.

Nota: 8,5

Tracklist:

01. Semblant (Brasil) – Dark of the Day
02. Undead Vision (Suíça) – UFO
03. A Sorrowful Dream (Brasil) – Only Blood Knows
04. Guilty As Charged (Bélgica) – Leap of Faith
05. Eyes of Gaia (Brasil) – Heart Never Lies
06. Game Zero (Itália) – The City With No Ends
07. Public Menace (Japão) – Nightmare Chillin
08. Disgust (Canadá) – Atheism Overcame Adversity
09. Haniwa (Itália) – Haniwa
10. Fragmenta (Austrália) – Repository of Human Ills
11. Wild One (Japão) – Crawl Through Illusions
12. Several Eyes (Brasil) – Final Front
13. Koan (Suíça) – It Is Right
14. Devilsin (Brasil) – Hell to Pay
15. Soulthern (Brasil) – Runaway
16. Basilisk (Japão) – In Most Septile
17. Cursed Comment (Brasil) – Cannibal Attack
18. Confinement (Brasil) – The Stumbling Stone

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.