E a sexta feira 13 no Rio de Janeiro foi com um puta show no Circo Voador, pois o experiente e sempre incrível Krisiun e a maior banda de Punk / Hardcore em atividade no país, Ratos de Porão, estavam aqui para dividir o palco da casa, localizada na Lapa e apresentar coisas novas e clássicos inesquecíveis e como não poderia deixar de ser, estávamos lá para cobrir essa noite linda de Death Metal e Punk / Hardcore.

A casa como sempre abriu pontualmente ao horário marcado, que foi de 22:00hrs da noite e o público começou a entrar, eu fiquei ainda do lado de fora conversando com os amigos, esperando pra entrar o mais próximo o possível do show e encontrei uma amiga incrível, Fernanda Lira(Nervosa) estava na cidade e foi ao show, prestigiar as bandas e se divertir com a gente, estar ao lado dessa querida e hiper musicista é sempre divertido e honrado, obrigado pela vinda ao Rio de Janeiro Fernanda, nos veremos mais vezes querida amiga!

Voltando ao show, já dentro da casa, os irmãos Kolesne começam a entrar em palco e começa o show com pressão, já que a clássica Kings Of Killing e dai em diante, somente clássico foi rolando durante o show da banda e que eles como sempre, detonaram. Blood Of Lions, The Will To Potency, entre outras grandes músicas foram sendo tocadas e até que chega o momento de eles tocarem algumas músicas de seu mais recente disco “Forged In Fury”, que funciona muito bem ao vivo e meus queridos amigos, os caras continuam simpáticos, uma comunicação incrível em todos os momentos, provando que a humildade sempre vai ganhar cada vez mais pessoas adeptos, sensacional!! Os caras aqueceram o público com maestria e fecharam o show com um dos sons mais clássicos deles, Hatred Inherit foi o som de saideira da banda, que ficou pouquíssimo tempo no camarim, desceu de novo pra falar com seus fãs e camaradas, como sempre provando que, Heavy Metal é humildade e respeito para com o seu público. Apresentação impecável, como sempre.

1 2 3 4 5

6 7

 

Fotos: Felipe Diniz (Circo Voador)

Depois da destruição que foi o show do Krisiun, aquela espera básica, encontrar amigos, conversar, tomar umas e outras e se preparar para o show do Ratos de Porão, que, sempre faz uma apresentação épica dentro do Circo Voador, que já foi dito, por várias vezes, ser uma das casas que mais a banda curte se apresentar. Nessa passagem, eles resolveram tocar músicas do Feijoada Acidente(Brasil e Internacional), que leva esse nome por ser uma tiração de sarro com o disco lançado em 1995 pelos americanos do Guns N´Roses(Sphagetti Incident), sendo a versão do “Ratos” uma bela tiração de sarro com os Hard Rockers de Los Angeles e lotado de cover de clássicas bandas Nacionais de Punk Rock e Hardcore, músicas próprias e no Internacional também grandes nomes mundo afora do estilo.

Sobre o show, eles tocaram grandes clássicos, como John Travolta, Papai Noel Filho da Puta(Garotos Podres), O Dotadão Deve Morrer(Cascavalletes), entre outros grandes sons, mas eu dessa vez, não fui pego realmente pelo show do Ratos de Porão, não que o show da banda tenha sido ruim, mas foi algo de preferência em si, sou mais fã da atual fase da banda, sendo mais direta do que antes, mas, pra quem curte o Ratos de Porão com uma faceta mais Punk Rock, com certeza se deleitou com o show dessa incrível banda, que no final da primeira parte me proporcionou um momento de lembranças e várias risadas com Direito de Fumar/Nós Somos a Turma, pois me fez lembrar um período em minha vida que estava começando a ouvir música pesada e afins e saia com grupos de amigos e esporadicamente(quase sempre) cantávamos essa música e depois gargalhávamos como se fosse realmente nosso lema, muito bom.

Depois de um pequeno intervalo, o Ratos de Porão volta ao palco pra detonar os grandes e maiores clássicos de sua carreira, esse foi o momento que eu, particularmente mais curti, pois aí eles já tocavam músicas mais rápidas e condizentes ao meu gosto pessoal, mas tenho certeza que muitos no púlico curtiram demais a apresentação da banda, que como sempre é inquestionável em sua posição como a maior no estilo dentro do país e provando sempre que merecem demais o respeito conquistado fora da Terra Brasillis.

Mais um grande evento realizado no Circo Voador, que está de parabéns, junto com a produção por tudo, foi incrível ver essas bandas juntos e fica, como única reclamação, não termos visto “Extinção em Massa”, música do Krisiun que João Gordo canta com a banda e nem Moyses Kolesne invadiu o palco pra tocar “Neocanibalismo” e “Progeria Power”(Anti-Cimex) com o Ratos de Porão, teria abrilhantado ainda mais aquela noite. No mais, pra quem não foi, fica a tristeza de ter perdido uma bela comemoração com duas incríveis bandas.

8 9 10 11 12 13 14

Fotos: Felipe Diniz(Circo Voador)

Augusto Hunter

TI, Headbanger e Redator desse estimado Portal.