Therion – Via Marquês – São Paulo/SP

Mesmo sendo uma presença constante nos palcos brasileiros, o Therion não cai no erro de se tornar repetitivo ou de se acomodar nesse caso. Dessa vez, o grupo trouxe ao País a Evil Flowers and Opera Tour, em única apresentação, na cidade de São Paulo.

Além disso, o show acabou se tornando a última chance de ver a vocalista Lori Lewis no Therion, já que a cantora deixará o grupo após o final da turnê latino-americana. Dessa forma, por diversas vezes durante a noite, ela foi aplaudida e teve seu nome gritado por muitos dos presentes, demonstrando o quanto ela cativou os fãs durante o tempo de estadia na banda.

Mesmo que muitas das atenções estivessem voltadas para Lori, não há como passar despercebido para as performances de Thomas Vikström e Linnea Vikström nos vocais. Os três cantores alternavam-se ao longo da noite pelas diversas músicas do Therion com um belo entrosamento e interpretação das canções. Completando o palco, o guitarrista Christian Vidal esbanjou técnica, enquanto as bases eram mantidas pela bateria de Johan Kullberg e pelo baixo de Nalie Pahlsson. Todos sob o comando do membro fundador do Therion, Christopher Johnsson.

Dessa forma e com um público fiel completamente entregue, não foi dificil arrancar palmas e gritos dos presentes, ou eles mesmo se antecipavam e cantarolaram riffs e melodias das canções. Mesmo pequenas falhas de som, como no momento em que Thomas pegou a flauta para tocar e o som não saiu, não diminuíram a empolgação na casa. As canções de Les Fleurs Du Mal, como J’ai Le Mal de Toi que contou com uma breve introdução de Christopher sobre a cantora original da música, Betty Mars, e seu trágico final de vida, foram tão bem recebidas quanto clássicos como Flesh of The Gods ou The Rise of Sodom and Gomorrah,que abriu a noite.

No bis, a aguardada To Mega Therion e a sensacional Son of The Sun encerraram a noite. Alguns fãs tiveram acesso ao setlist e a faixa Quetzalcoatl constava como segundo bis, mas acabou sendo cortada da apresentação na hora por motivos desconhecidos. Mas o público que lotou o Via Marquês na noite de domingo saiu satisfeito, tendo recebido aquilo que desejava. Uma apresentação de nível, digna do Therion e que, nos comentários ouvidos entre alguns dos fãs na hora da saída, foi uma das melhores, senão a melhor dentre todas do grupo no Brasil até hoje.

Setlist:

The Rise of Sodom and Gomorrah 
Flesh of the Gods 
Raven of Dispersion 
Rock Opera excerpts
Opening 
End of the Dynasty 
Who’s Your God? 
Onda Toner 
Sad End 
Ginnungagap 
J’ai le Mal de Toi (Betty Mars cover)
Gothic Kabbalah 
Eye of Shiva 
Asgård 
Une Fleur Dans le Cœur 
(Victoire Scott cover)
Invocation of Naamah 
Muspelheim 
Lemuria 
The Wild Hunt 
Hellequin 
Voyage of Gurdjieff (the Fourth Way) 
Poupée de Cire, Poupée de Son (France Gall cover)
Bis:
To Mega Therion 
Son of the Sun