Por: (Arte Metal)

Seeds of Evil é o primeiro registro destes sergipanos e é o que banda tem a oferecer, apesar de o disco ter sido lançado há 3 anos. Não fosse por menos, afinal, o conteúdo aqui apresentado mostra uma banda pronta para vôos mais altos e contém músicas instigantes.

É interessante notar como o grupo consegue aliar o Hard Rock e o Heavy Metal com equilíbrio, colocando o ouvinte em uma sinuca de bico, pois é praticamente impossível distinguir qual dos estilos influencia mais a banda. Até porque soam acessíveis e pesados ao mesmo tempo.

As guitarras são Heavy Metal puro, com riffs densos e que chegam a trazer o peso do Doom Metal, como é possível ouvir na faixa Electric Sky. A parte Hard bebe na fonte setentista e não é nada que lembre a época festeira dos anos 80, como fica evidente na faixa Master of The Pit.

O grupo mostra também que bebe na fonte do Black Sabbath e em doses consideráveis, o que fica evidente em faixas como Dressed In Black, que abre o trabalho, e Maggots in My Brain. O diferencial são os vocais que carregam aquela agressividade típica do Accept e Metal Church (fase David Wayne).

Por ser um primeiro trabalho, Seeds of Evil soa acima da média, mesmo precisando de alguns ajustes aqui e acolá, como na produção que pode ser mais bem cuidada e soar mais límpida, perder um pouco aquele aspecto de ‘demo’. Mas é claro, são críticas construtivas e o disco é mais do que bom.

Resultado de imagem para stonex banda

Nota: 7,5

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.