Por: (Arte Metal)

Apesar de novidade no Brasil, Heliodromus é o terceiro álbum destes norte-americanos que fogem de qualquer tendência atual e conseguem fazer uma música abrangente, porém característica e que chama atenção desde a primeira audição.

Como a própria banda diz, é injusto taxar sua música de Prog Metal, já que o grupo foca a mescla de elementos dos dois estilos, mas não se utiliza de técnica exacerbada e muito menos de polimento na produção de seu disco. Heliodromus traz algo mais clássico, com linhas do Metal e do Rock progressivo, mas em uma produção orgânica e natural.

Poderíamos rotulá-los como já são conhecidos, Heavy Prog, mas que fique claro que o trio transita também pelo Folk, Doom Tradicional e Classic Rock. O Sunrunner soa interessante demais e sua capacidade de injetar arranjos acústicos e de instrumentos atípicos no estilo sem soar insosso é um dos pontos fortes.

Em meio a ótimas linhas de guitarras, com timbres que ficam entre o Heavy Metal clássico e o Rock setentista, flautas, violino, guitarra braguesa e percussão acham seu espaço e se tornam uma música bem feita, estruturada e agradabilíssima de ouvir. Tudo tendo uma cozinha intensa e bem encorpada, que ajuda no peso na medida certa.

A dinâmica das músicas também é outro fator preponderante, já que não são curtas (média de 5 minutos) e a audição passa longe de ser cansativa. Nem mesmo a faixa título com seus mais de 21 minutos soa maçante e se mostra uma ótima composição, por sinal. Difícil seria destacar uma ou outra faixa de um trabalho tão diferenciado e legal como este. E pra constar, em agosto a banda desembarca em terras tupiniquins.

Sunrunner_Cover_Promo

Nota: 8,5

Links sobre a banda:

Site  / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.