Especial: Cerveja e Metal

A cerveja é consumida desde os tempos anteriores a Jesus Cristo. Entretanto, sua popularização começou na Idade Média e a tradição se mantêm forte até os dias atuais, em todos os cantos do planeta.

Capa do álbum ‘The Meaning of life ‘ da banda Tankard.

As pessoas bebem para se divertir, para comemorar, relaxar, ‘afogar as mágoas’ ou simplesmente porque estão com sede. Quando chega o final de semana, é o momento de todos irem aos bares (ou ficar em casa em tempos de pandemia) e curtir a folga.

Visando enaltecer o etílico de cevada maltada, se criou, na Califórnia, Estados Unidos, o Dia Internacional da Cerveja. É celebrada toda primeira sexta-feira de agosto em vários cantos do Planeta Terra. Inclusive, no Brasil.

A cerveja já foi tema de muitas músicas de vários estilos, sempre mostrando a importância dela em festas e eventos e o quão as pessoas a adoram.

No heavy metal, não poderia ser diferente. Neste especial, o Portal do Inferno, selecionou 10 canções que falam da cerveja, que é muito preferida entre os headbangers e em shows (principalmente no underground).

Aqui há bandas que falam não só bem dela, mas os problemas morais que elas causam em determinadas famílias e ciclo de amigos e também as tão odiadas ressacas. Estas, que o bêbado promete que não vai mais beber, para não sentir mais aquela dor de cabeça insuportável, mas passa um tempo, já quer voltar a encher o copo.

Então, a todos, um Feliz Dia Internacional da Cerveja!!

Confira:

1. Tankard – King of Beer

Em 2000, o Tankard lançou o consagrado King of Beer. Um divisor de águas na carreira dos alemães. Antes, os álbuns eram thrash metal old school e este mostrou um som mais moderno e com uma identidade própria do grupo oriundo de Frankfurt. Um vocal menos rasgado, linhas de guitarras mais melódicas e menos riffs. Para muitos o melhor álbum da banda.

De fato, o 8° ‘full-lenght’ é bem agradável de  escutar. Do início ao fim. O destaque fica para  a faixa-título que é auto explicativa.

2. Koorpiklaani – Beer, Beer

Uma das bandas mais divertidas de folk metal, o Koorpiklaani é mais uma que enaltece não só a cerveja, como qualquer bebida etílica.

Impossível ficar parado ouvindo o bom e criativo som dos finlandeses!

No segundo álbum de estúdio, Voice of Wilderness (2005), há a canção ‘Beer, Beer’, que fala que a todo momento queremos uma cerveja. Seja para descansar, trabalhar, curtir a vida ou esquecer o problema. Cerveja, sempre.

3. Motörhead – Beer Drink and Hell Raisers

O Motörhead, com o saudoso Lemy Kilmister, foi uma banda que sempre exaltou o lema: sexo, drogas e rock n’ roll.

O vocalista e baixista, famoso por seu bigode e verruga, parecia sempre estar bêbado e de bom humor.

Um pouco do lema deles está na regravação que fizeram de Beers Drinkers & Hell Raisers (originalmente do ZZ Top) e lançaram em um EP em 1980.

4. Ratos de Porão – Beber até morrer

O conceituado álbum ‘Brasil’ de 1989, tem ganhado destaque cada vez mais por tratar de temas que seguem atuais. As letras abordadas parece que falam do atual cenário brasileiro e não de 1989. O que nos faz pensar que pouco mudou de lá para cá.

O destaque aqui fica para o ‘Beber até morrer’, que aborda a situação do povo em relação a corrupção e aos desmandos dos governos. Estes preferem beber para esquecer os problemas. Embora, possa ter uma sensação boa ao estar com amigos no bar, por exemplo, isto pode trazer consequências danosas: como problemas no fígado e alcoolismo.

A letra aborda o exagero no consumo de álcool e o quão danoso pode ser para uma pessoa. E os problemas sociais não se vão com algumas horas no bar.

5. Alestorm – Drink

Outra banda divertida de folk metal da atualidade é Alestorm. Os escoceses com o seu jeito extravagante gostam de relembrar a época das navegações e a vida (fantasiosa) que os piratas levavam: festa e bebedeira.

No quarto álbum dos britânicos, ‘Sunset on the golden age’, lançado em 2014, há a faixa Drink que logo começa dizendo: ‘ Oh, me dê uma cerveja’. Em seguida, começa o relato de piratas que invadem uma casa em busca de cerveja e rum, pois, eles vivem disso.

6. Os Inocentes – Cala a boca

Ok, Os Inocentes não tocam heavy metal, mas abrimos uma exceção por uma proximidade ao estilo. Nesta música, os paulistanos mostram o dilema que passamos na juventude: experimentar os ‘prazeres’ que a vida oferece, como cerveja e cigarro ou escutar os conselhos dos mais velhos, que dizem que isto faz mal à saúde.

7. Mago de Oz – Gimme Some Lovin

A música ‘Gimme some Lovin’ do The Spencer David Group lançada em 1967, foi regravada diversas vezes ao longo dos anos.

Logo em seu primeiro disco, o Mago de Oz, fez uma readaptação da música e de uma forma bem humorada. Com a letra em espanhol, o grupo de Madrid, faz uma letra divertida (mantendo apenas o refrão original do grupo britânico) dizendo que não irá à missa na manhã aos domingos (algo tradicional nos países católicos), pois, estará no bar bebendo, uma vez que alugou a alma para o diabo.

Os espanhóis ainda brincam que preferem o inferno, que terá festa e cerveja, enquanto no céu é um lugar muito tedioso.

8. Chopper – Brindo Por Eso

A pioneira banda do heavy metal uruguaio, Chopper, lançou em seu segundo álbum, Sangrando, a música ‘Brindo por eso’.

A nona faixa do full-lenght lançado em 1997, fala sobre o caos do nosso sistema e como a bebida alivia o fardo da vida. Um brinde ao que exatamente?

9. Crucified Barbara – Bad Hangover

A extinta banda Crucified Barbara lançou 4 álbuns, mas que valem muito ser ouvidos e relembrados. Logo no ‘full-lenght’ de estreia, ‘In distortion we truste’, há a faixa de encerramento: ‘bad hangover’,  que fala sobre a ressaca.

As suecas descrevem a terrível sensação de acordar após uma longa bebedeira e ter dores de cabeça (pelo corpo também) e prometer que não irá repetir mais esse ato. Entretanto, a canção relata que ainda há bebidas a serem consumidas.

Conforme as dores vão passando, as meninas vão criando coragem voltando a beber e repetir o ciclo de todos que adoram passar os finais de semana ao lado de uma cerveja.

10. Tankard – Die With A Beer In Your Hand

Começamos com o Tankard e terminamos com o próprio. O destaque fica para a quarta faixa do álbum Beast of Bourbon (2004): Die with a beer in your hand.

A música tem uma letra que é digna de alguém que vive com uma caneca de cerveja na mão: cheia de ideias desencontradas, com pitadas de bom humor e um brinde à cerveja. Dá a impressão que os alemães escreveram essa letra, após passar altas horas no boteco!

Morra com uma cerveja na mão é lema de muitos quando estão no bar com amigos se divertindo!

Headbanger, jornalista formado, autor de 2 livros e mesatenista!

Deixe um comentário