Saiba cinco curiosidades sobre o Epica, um dos maiores nomes do metal sinfônico mundial e que sempre passa pelo Brasil em suas turnês com muito sucesso de público:

1- O Epica foi formado no final de 2002, pouco após a saída de Mark Jansen do After Forever. No início, o projeto tinha o nome de Sahara Dust e contou com Helena Michaelsen (ex-vocalista do Trail of Tears) nos vocais por um tempo antes de Simone Simons assumir o posto.

Em 2003, já com Simons definitivamente no time, a banda lançou sua primeira demo intitulada Cry For The Moon. Pouco após esse lançamento, o nome da banda foi mudado para Epica, inspirado no álbum de mesmo nome da banda Kamelot, pois, de acordo com Simone “todos gostaram do trabalho (do Kamelot) e, ouvem a banda, inclusive ela”.

2- Além de citar a influência de música clássica nas composições, Mark Jansen nunca escondeu sua admiração por compositores de trilhas de cinema como Hans Zimmer, John Williams e Danny Elfmann. Isso está bem representado no álbum ao vivo The Classic Conspiracy, o qual a banda toca músicas próprias, dos compositores citados e de outros clássicos, como Verdi, Dvorak e Handel.

Em sua última passagem por São Paulo, a banda tocou o famoso tema The Imperial March (Darth Vader’s Theme) diante de um Via Funchal lotado. E, além disso, a banda também já contribuiu para trilha sonoras: a música Illusive Consensus faz parte do filme Fighter In The Wind, que retrata a vida de Masutatsu Oyama, fundador do estilo kyokushin de Karatê.

3- Os integrantes do Epica têm muitas ligações com outras bandas:
– o fundador Mark Jansen formou o Epica após sair do After Forever, e também tem seu outro projeto, o MaYan, que conta com alguns companheiros do Epica, ex-membros do After Forever, e outros músicos convidados;
– Simone já participou de quatro álbuns do Kamelot e também de projetos como o próprio MaYan, o Aina e o Ayreon;
– Ariën e Isaac, além de tocarem no MaYan, também já estiveram na banda de death metal God Dethroned antes de se juntarem ao Epica;
– Ariën foi o responsável pelas baterias de Lucidity, primeiro álbum do Delain, que teve as guitarras gravadas por Ad Sluijter, ex-guitarrista do Epica, que deixou a banda em 2009.

4- A inspiração para os temas do álbum Design Your Universe, de 2009, vem de recentes descobertas da física quântica, conforme a explicação de Mark em uma entrevista para o site Blabbermouth.net.

De acordo com o guitarrista, os estudos revelam que todos estão ligados em um nível subatômico, que o pensamento e a imaginação podem criar e/ou influenciar diversos assuntos, e que isso pode mudar muita coisa. “(…) Podemos criar ou pelo menos influenciar, um assunto com os nossos pensamentos … isso é um fato muito interessante, porque muda tudo para nós. Nossa visão de mundo todo desmorona quando você aceita esses fatos e passa a integrá-los em sua vida. Portanto, esse tinha de se tornar o título do novo álbum”, disse.

A escolha desse tema complexo tem a ver com a formação de Jansen, que é graduado e mestrado em Psicologia pela Universidade de Maastricht.

5- A turnê que passou pelo Brasil em setembro de 2012 faz parte da divulgação do álbum Requiem For The Indifferent, lançado em março. Sobre o tema, Mark diz no site da banda que o título se refere ao fim de uma era da humanidade, pois, enfrentamos muitos desafios, como a crescente tensão entre religiões, desastres naturais e crises financeiras que estão saindo do controle. Ele ainda cita o tema do álbum anterior, que trata sobre como todos estão conectados, sendo esse tempo um prelúdio do fim daqueles que estão indiferentes.

Portal do Inferno

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!