Delain: “O novo álbum vai para muitas direções”

A Radio Metal recentemente entrevistou Charlotte Wessels, vocalista da banda Delain. Confira alguns trechos a seguir:

Radio Metal: O guitarrista Timo Somers não seguirá com vocês nessa turnê. Ele será substituído por Bas Mass (Doro, ex-After Forever). O que levou a esta situação?
Charlotte: Timo está basstante ocupado com muitos projetos musicais. Quando ele fez os testes para guitarrista do Delain, nós já sabíamos que a música corria em seu sangue. Ele tinha muitos projetos paralelos e era bastante ocupado. Nós ficamos imaginando uma solução que pudesse dar espaço a todos. Estávamos pensando em ter dois guitarristas quando Bas maas apareceu. Ficamos entusiasmados com a possibilidade de preenchermos o trabalho juntos. Não é, de fato, uma coisa que você automaticamente aceite, mas quando nós vimos a opção de ter esses dois guitarristas muito talentosos que estavam a fim de assumir a responsabilidade, pensamos que pudesse ser uma boa ideia. Estamos curiosos para ver como vai acontecer e ter Bas no palco conosco pela primeira vez.

Radio Metal: Infelizmente, ainda não ouvimos o novo álbum, We Are the Others, mas existem trechos em vídeos que vocês postaram, especialmente com imagens de turnês. Essas faixas soam particularmente pesadas e alguns dos títulos são bem agressivos: Hit Me With Your Best Shot, Where Is the Blood, etc. Esse álbum marca uma mudança nas direções do Delain?
Charlotte: É muito difícil responder essas questões. Normalmente, é mais o público que nós mesmos que decide o que, ou não, irá para determinada direção. O que posso dizer é que, liricamente, tenho tentado não evitar nada, como coisas agressivas ou letras que eu normalmente pensaria que pudessem ser mais sutis. Eu tenho procurado limites, tipo: “O quão longe você pode se expressar sem ultrapassar certos limites?”. Musicalmente, você mencionou que está bem pesado. Eu acho que tem a ver… digo, há muitas músicas diferentes no álbum. Algumas músicas são, de fato, mais pops, e outras mais pesadas. O álbum realmente caminha para várias direções. Mas eu sinto que ele retrata uma identidade. Acho que devemos isso a Tripod, nossa equipe de produção, e Jacob Hellner, que trabalhou com o Rammstein e Apocalyptica. Ele trabalhou muito conosco, somente na nossa sonoridade. Quando você ouve esse álbum, tem um pouco menos de orquestras. É um pouco mais simples, com baterias e guitarras, mais direto. Isso é o que eu realmente gosto nele, e eu acho que faz até mesmo as músicas mais pops serem intensas, de certa forma. Tudo é real e está bem ali.

Radio Metal: A mudança parece ser muito importante – comparada ao Lucidity, pelo menos, talvez não com April Rain
Charlotte: Eu posso imaginar. Em uma banda, você sente que naturalmente evolui para um determinado estado, porque  passou anos escrevendo canções. Claro, o público não vê todo o processo. Eles vêem uma parte do processo, que é chamado Lucidity, uma parte chamada April Rain e, em seguida, We Are the Others. Eles não sabem o que aconteceu no meio, e como algumas escolhas não vêm de um súbito desejo de fazer outra coisa, mas foram criadas naturalmente.

Radio Metal: We Are the Others é o terceiro álbum de estúdio do Delain. Provavelmente é um pouco cedo para falar de um álbum ao vivo, mas vocês já estão pensando nisso?
Charlotte: (pausa longa) Não é prioridade agora. Gravamos algumas faixas ao vivo e mixamos apropriadamente, então temos algumas músicas ao vivo e com qualidade decente prontas. Talvez um dia façamos isso e, é claro, será ótimo. Mas eu realmente gostaria de criar mais músicas novas. Hoje em dia, você pode ver cada show ao vivo no Youtube. Eu posso imaginar que seria legal ter algo, porque eu gosto de ouvir os trabalhos ao vivo de outras bandas, mas, para mim, não é a coisa mais empolgante. Eu estou mais pensando no quarto álbum já.

Leia a entrevista na íntegra (em inglês), no site da Radio Metal.

Portal do Inferno

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!

Deixe um comentário