Na data de hoje dia 17 de outubro o projeto Underground Brasileiro Coletivo La Migra apresenta ao mundo mais um grande material de peso da cena hardcore paulista, desta vez o material disponibilizado foi o recém lançado Discurso de ódio da banda Devassa. Acesse agora a página de download do site oficial Coletivo La Migra e conheça mais uma banda de peso da nossa cena underground nacional.

devassa
Devassa

Conheça um pouco mais sobre a banda Devassa:

Formada em 2001, a banda Devassa surgiu com o objetivo de fazer um som com riffs pesados e passagens rápidas influenciado pelo HARDCORE nova iorquino, Trash, Punk e Rap. Com letras em português, o objetivo da banda é relatar a luta para sobreviver ao cotidiano caótico e desigualdade social vividos em São Paulo, assim como em outras muitas cidades do mundo. Localizada no extremo sul de São Paulo (Grajaú), onde as condições são precárias e a população é carente de atenção do Governo, resultado de uma política corrupta, despreparada, sem caráter, sem ética e Filha da Puta. Infelizmente motivada por esse cenário, o Devassa usa a música, essa situação e o ódio que ela proporciona como válvula de escape. Um grito que talvez poucos ouçam e compreendam, porém é a forma escolhida pela banda de mostrar sua indignação e manter uma postura diante de tal quadro. Ainda hoje a banda mantém a mesma formação e vem se apresentando no circuito underground de São Paulo, sem muitas pretensões, apenas informando e liberando o ódio acumulado no dia-a-dia. Sempre respeitando as diferenças, e a liberdade de expressão…

Saiba mais sobre acessando: www.facebook.com/devassahc

EP Discurso de Ódio:

Discurso de Ódio

Track List:

  1. Fanatismo
  2. Violência
  3. Fora de controle
  4. Demônio de batina
  5. Revolução

Material (Áudio e Visual):
Banda: Devassa | Música: Violência

Acesse agora a página download do site La Migra e confira os materiais disponibilizados: www.coletivolamigra.com/download

Fonte: Sidney Santos | Coletivo La Migra
Acesse: www.coletivolamigra.com
Entre em contato: [email protected]
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/ColetivoLaMigra