A banda curitibana Jailor celebrou o Metal em pleno feriado de Carnaval, realizando três shows pelo país. No dia 6 de fevereiro o grupo se apresentou no Mineiro Bar em Osasco (SP). Em seguida, respectivamente nos dias 7 e 8, a banda marcou presença nos eventos Curitiba Rock Bar e o Lado B do Carnaval, na capital paranaense.

O vocalista Flávio Wyrwa emitiu um depoimento a respeito do saldo das apresentações do Jailor durante o Carnaval:

“Esta sequência de três shows começou em Osasco (SP), e nem uma chuva torrencial, que culminou em alagamento, foi capaz de arrefecer o ímpeto dos headbangers por Metal. Foi ótimo poder retornar para um show na região de São Paulo, rever amigos e apresentar o som do Jailor a muitos tantos outros headbangers.

Depois voltamos à nossa cidade natal, em que pudemos tocar em dois eventos completamente lotados: Rock Carnival e o Lado B do Carnaval.

O primeiro trazia pessoas de várias idades. Pais e filhos unidos pelo rock em todas as suas vertentes, e que recepcionaram muito bem o Thrash Metal vigoroso que apresentamos, assim como a presença de muitos headbangers.

No Lado B, junto com Hell Gun, novamente, uma grande celebração do Metal! O local e a rua em que se situa estavam completamente tomados por gente que apoiou bandas e evento do começo ao fim!”.

Ouça a música Human Unbeing, presente no álbum Stats Of Tragety:

Jailor foi concebido em 1998 com o claro objetivo principal de compor e executar seu próprio thrash metal baseado no respeitado Brazilian Thrash Metal. Depois de lançar duas demo CD/tape, Capital Punishment e Religious Unpurge, finalmente veio o álbum de estreia, Evil Corrupts (2005).

A banda tocou ao lado de nomes bandas de renome internacional: Destruction (Alemanha), Morbid Angel(Estados Unidos), Exciter (Canadá), Krisiun (Brasil), Ratos de Porão (Brasil), M-Pire of Evil (integrantes Venom / Inglaterra), Assassin (Alemanha), Torture Squad (Brasil), Malefactor (Brasil), Violator (Brasil) e Suicidal Angels(Grécia) e atualmente trabalha na divulgação de Stats of Tragedy em todo o mundo.

Jailor se autodesigna Brazilian Thrash Metal, mas, por outro lado, muita gente prefere atribuir o rótulo de death/thrash às músicas do grupo. A despeito da forma que você classifica as composições, Jailor faz, acima de tudo, metal em seu estado mais puro.

Gustavo Pavan

Headbanger, técnico em informatica, programador e produtor de shows underground.