Mattilha: libera de versão de tributo ao Raimundos

matilhaApesar de ostentar com orgulho o apelido de Filhos da Pompeia, tradicional bairro paulistano e berço de grandes nomes do Rock”n’Roll brasileiro como Mutantes, Tutti Frutti e Made In Brazil, o grupo paulistano Mattilha não esconde que sofreu influência de bandas brasileiras de Rock de diversas fases.

Uma delas, os Raimundos, receberam um tributo com uma versão para a música Me Lambe. “Ficamos contentes de receber o elogio do próprio Digão dos Raimundos, que disse que nossa versão é diferente e bem criativa”, comemora o vocalista Gabriel Martins. Segundo o baterista Ian Bueno, o Raimundos é uma das maiores banda de Rock que o Brasil já teve. “Serve como influência para a gente, principalmente no quesito de acreditar e levantar após cada porrada!”, diz. “Escolhemos fazer uma versão dessa música porque a letra tem tudo a ver com a nossa temática. Além disso, também foi possível explorar um groove diferente”, acrescenta.

A versão de “Me Lambe” está disponível para audição:

O Mattilha atualmente promove o álbum de estreia, Ninguém é Santo, que está disponível em versão digital no CD Baby, Spotify, Rdio,  iTunes e no site mattilha.com.br. O material foi gravado, mixado e masterizado por Gustavo Simão no estúdio Choque DB (SP). O disco conta com participações especiais de Paulão de Carvalho das Velhas Virgens na faixa Noites no Bar e Coruja da Cracker Blues.  

Ninguém é Santo nas plataformas digitais:

CD Baby: http://cdbaby.com/cd/mattilha
Spotify: http://open.spotify.com/artist/1p5k3q7GkTTeSI3dundiSU
iTunes: https://itunes.apple.com/us/album/ninguem-e-santo/id891042622
Rdio: http://www.rdio.com/artist/Mattilha/

Fonte: ASE – Pres

Fernando Custódio Moreira

Só mais um ser humano que adora Heavy Metal. Stay Metal Heavy Metal Forever.