• Post author:

Jairo “Tormentor” Guedz, integrante do The Mist e membro da formação original do Sepultura, apresenta a banda de death metal The Troops of Doom, que busca resgatar a essência do estilo feito na década de 1980. “A ideia é explorar uma sonoridade mais primitiva, que transporte o ouvinte para aquela época quase de forma nostálgica”, explicou o guitarrista. Já o vocalista e baixista Alex Kafer (Enterro, Mysteriis, Explicit Hate e ex-Necromancer) acrescenta: “Acredito que o ‘start’ para este projeto tenha sido a participação de Jairo no show do Enterro, outra banda que faço parte. No fim do ano passado, convidei-o para tocar a ‘Bestial Devastation‘ quando estávamos fazendo a abertura para o The Mist. Tocar este clássico ao lado do próprio compositor foi um momento especial. Porém, mais especial ainda é estar neste projeto ao lado dele”.

The Troops of Doom-flyer

Junto aos dois estão o baterista Alexandre Oliveira (Raising Conviction, Tianastácia e Southern Blacklist) e o guitarrista Marcelo Vasco (Mysteriis e Patria), este também conhecido mundialmente pelo trabalho como artista gráfico. “Jairo e Alex foram os idealizadores, mas logo me chamaram para fazer parte da banda. A experiência está sendo especial para mim, pois aqueles discos da primeira fase do Sepultura obviamente foram parte da minha escola no mundo do metal”, revelou Vasco.

O The Troops of Doom já trabalha em seu EP de estreia, intitulado “The Rise of Heresy“, que contará com seis faixas e tem lançamento previsto para o segundo semestre por meio da Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. “O direcionamento e o estilo de composição são típicos do que faziam nos anos 80, com linhas que remetem a músicas como ‘Bestial Devastation‘ e ‘Morbid Visions‘. O EP trará quatro músicas autorais e duas regravações – ‘Bestial Devastation‘ e ‘Troops of Doom’“, adiantou Guedz. “Tocar músicas com aquela pegada e regravando estes sons, principalmente ao lado de Jairo, que era do Sepultura na época, não é somente um prazer enorme para mim, mas algo marcante e histórico”, concluiu Vasco.

OS MÚSICOS

JAIRO “TORMENTOR” GUEDZ

Nascido a 25 de novembro de 1968, em João Monlevade (MG), o guitarrista estreou em 1984 ao criar o Manthas, que prestava tributo ao Mercyful Fate. Depois, conheceu os irmãos Max (vocal e guitarra) e Igor Cavalera (bateria) e Paulo Jr. (baixo). Assim, não tardou para ser convidado a integrar o Sepultura, gravando o EP “Bestial Devastation” (1985) e o álbum “Morbid Visions” (1986), no qual registrou “Troops of Doom“, uma de suas assinaturas musicais mais conhecidas. Após participar da turnê e se dedicar às composições do próximo disco, “Schizophrenia“, acabou se desligando em 1987, quando foi substituído por Andreas Kisser. Em 1990, entrou para o The Mist, com o qual gravou “The Hangman Tree” (1991), “…Ashes to Ashes, Dust to Dust…” (EP, 1993) e “Gottverlassen” (1995).

Em 1998, foi convidado para integrar outra banda clássica de Minas Gerais, o Overdose, realizando uma turnê que durou um ano e promovia o álbum “Scars“, lançado nos EUA e Europa. Com o fim da banda, em 1999, foi convidado para entrar no Eminence, realizando turnês pela Europa e América Latina por seis anos, além de gravar o segundo álbum do grupo, “Humanology“. Em 2004, passou um tempo em El Paso/Texas (EUA), onde foi convidado por Al Jourgensen para substituir Paul Barker (baixo) no Ministry. Chegaram a ensaiar, mas, por motivo de força maior, a união foi adiada. Em 2010, Guedz assumiu o posto de baixista na banda tributo Metallica Cover Brazil, formada em 1990.

Mais recentemente, criou o The Southern Blacklist, projeto autoral que está em fase de composição do debut, além do The Troops Of Doom. Jairo Guedz é pai de dois filhos: Igor (31 anos) e Érico (25 anos). Possui também um neto, Francisco (3 anos). Além da carreira musical, é um estudioso da Segunda Guerra Mundial, dedicando parte de seu tempo à memória dos ex-combatentes brasileiros. Além disso, é aficionado pela arte do plastimodelismo, criando miniaturas em escala de elementos das grandes guerras e seus cenários. Jairo também se dedica à sua grife United Satans Of America, que em breve deve entrar no mercado.

MARCELO VASCO

Nascido a 29 de junho de 1979 no Rio de Janeiro (RJ), o guitarrista iniciou seus estudos na música ainda nos anos 80, aos 9 anos de idade, tendo o violão como seu primeiro instrumento. Posteriormente, passou para a guitarra e enveredou para o mundo do heavy metal. Contudo, sua carreira começou efetivamente no início dos anos 1990, quando participou de diversas bandas e obteve destaque ao lado da banda de black metal Mysteriis, em 1999, com o álbum de estreia “About The Christian Despair“, hoje tido como clássico nacional do estilo.

Vasco também é o mentor das bandas Darkest Hate Warfront e Patria, além de projetos musicais como Le Chant Noir, Hellscourge, I Gather Your Grief, entre outros. Sendo amigo de longa data de Jairo “Tormentor” Guedz, foi convidado para dividir as guitarras do The Troops of Doom. Além da guitarra, Marcelo Vasco conquistou fama mundial por seu trabalho como artista gráfico, assinando artes para bandas lendárias como Slayer, Kreator, Machine Head, Dee Snider, Soulfly, Dark Funeral, Hatebreed, entre centenas de outras.

ALEX KAFER

Nascido a 7 de fevereiro se 1970, no Rio de Janeiro (RJ), o vocalista e multi-instrumentista Alex Kafer começou sua carreira em 1988 como baterista da banda de thrash metal Necromancer. Com o grupo, gravou as demo-tapes “Science of Fear” (1993) e “Victims of Derenged Maneuverings” (1996), além do primeiro álbum, “Forbidden Art” (2014). Também foi responsável pela gravação do baixo e solos de guitarra do debut. Fora o Necromancer, integrou a banda de death metal Genetic Deformation em 1993, como baterista, quando gravou a demo-tape “Contaminated World” e um 7″ EP intitulado “Gates of Eternal Suffering“.

Em 1996, formou a banda de black metal Songe D’Enfer, mas não chegou a gravar nenhum material. Dois anos depois, foi convidado a integrar, como baixista, a banda de black metal Mysteriis, da qual ainda faz parte e que já lançou os álbuns “About The Christian Dispair” (1999), “Fuck in The Name of God” (2000) e “Hellsurrection” (2012). Em 2007, Kafer entrou para o Darkest Hate Warfront como guitarrista, gravando o CD “The Aftermath”. Na sequência, em 2009, torna-se integrante da banda de thrash metal Explicit Hate, gravando a promo-tape “Population Zero”. Em 2011, participou da gravação do EP “The Other Gods” com a banda de death metal Coldblood.

Desde 2006, Kafer integra a banda de death/black metal Enterro como vocalista e baixista, com a qual registrou os álbuns “Nunc Scio Tenebris ux” (2008) e “The Bells of Leprous” (2011). Além disso, entre 2008 e 2012 fez shows como músico convidado em grupos como Matanza, Pátria, Mustang e Usina Le Blond, as duas últimas de Carlos Lopes, fundador da Dorsal Atlântica. Com o Matanza, participou como guitarrista na turnê de “A Arte do Insulto” (2008). Em 2020, foi convidado por Jairo Guedz para ser vocalista e baixista do The Troops of Doom.

ALEXANDRE OLIVEIRA

Nascido a 30 de outubro de 1988, em Belo Horizonte (MG), iniciou sua formação musical em 2003, quando começou o curso de bateria na escola de música Harmony Music. Professor de bateria há mais de 10 anos, já trabalhou em espaços como Harmony Music, Espaço Som, Monkey Studio e atualmente na Emes, School of Rock, e ministra aulas particulares. Passou por bandas de diferentes estilos (rock, metal, pop, jazz ska, MPB), conquistando o Prêmio Mineiro de Música Independente (PMMI) em 2009 com as bandas Dilúvio e Nihil. Além de participar de diversos programas de televisão em emissoras como Rede Globo, MTV, Rede Minas, Just TV, Band, entre outras, esteve em turnê em vários estados do Brasil (MG, SP, RJ, DF, GO, ES, PI), tendo dividido o palco com bandas reconhecidas, artistas nacionais e internacionais.

Em 2010, mudou-se para São Paulo para viver de música e expandir seus conhecimentos, trabalhando em estúdios ministrando aulas de bateria e fazendo gravações para bandas e artistas solos. Quatro anos depois, voltou para Belo Horizonte, onde firmou parceria com o estúdio Monkey, onde foi sócio e trabalhou como músico de estúdio, gravando para inúmeras bandas e artistas. No mesmo ano, passou a ser integrante da banda de metal Raising Conviction e, em 2015, aceitou o convite para integrar o The Southern Blacklist, além de também fazer parte da banda Tianastácia, que possui mais de 20 anos de história. Em 2018, participou da audição, dentre quase 200 alunos, e foi escolhido para uma das vinte vagas para o curso de bateria na Universidade Popular de Música Brasileira – Bituca. Em 2019, foi convidado a ser integrante da banda da artista pop carioca Kamatos e paralelamente, montou um projeto pop/rock acústico chamado Miniband, cuja proposta é tocar em ambientes comerciais e eventos particulares. Agora, em 2020, foi recrutado por Jairo Guedz para o The Troops Of Doom.

Contato: [email protected]

Site relacionado: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube:youtube.com/channel/UCkmgbCkDR4PohSI89P14pLg

Deixe um comentário